(Fonte da imagem: Reprodução/AMARC)

Desenvolvido em uma parceria entre a força aérea dos Estados Unidos e a CIA, o D-21 é um dos aviões não tripulados mais interessantes da história. Construído pela Lockheed em 1962, o veículo contava com um motor Marquardt RJ43-MA-11 e era capaz de atingir velocidades superiores a 3.500 quilômetros por hora (Mach 3), o que o tornava perfeito para realizar missões de espionagem em territórios hostis.

O lançamento da aeronave era feito através de duas “naves-mães” batizadas como M-21, que se tratavam de versões modificadas do avião Blackbird. Assim que a missão fosse completada, o D-21 deveria retornar em segurança até uma área previamente designada, momento no qual lançaria o filme fotográfico contendo as imagens secretas que havia capturado — feito isso, o veículo simplesmente iria se autodestruir, apagando qualquer evidência de sua existência.

O programa teve que sofrer modificações após a morte de Ray Torrick, Oficial de Controle de Lançamento, resultada do choque entre um D-21 e uma aeronave M-12 Blackbird. Com isso, a Lockheed foi forçada a mudar o modo de lançamento utilizado, resultando na fundação de um novo programa batizado como “Senior Bowl”.

Programa Senior Bowl

A nova versão da aeronave D-21, rebatizada como D-21B, passou a ser lançada de versões modificadas de aviões B-52H, que contavam com um sistema de lançamento elétrico e câmeras de alta velocidade responsáveis por registrar as missões. O veículo não tripulado foi usado somente em quatro missões, todas ocorridas em território chinês.

(Fonte da imagem: Reprodução/SR-71 Online)

Porém, devido a problemas técnicos, em nenhuma delas a CIA conseguiu registrar as imagens que desejava — um dos aviões utilizados chegou a perder o controle durante o voo e foi parar no meio da Sibéria. Com a melhoria das relações diplomáticas entre os Estados Unidos e a China, em 1971 o então presidente Nixon decidiu cancelar totalmente o programa Senior Bowl.

Entre 1976 e 1977, 17 D-21Bs foram enviados à AMARC (Aerospace Maintenance And Regeneration Center), local onde deveriam ficar armazenados em caráter permanente. Desde então, os veículos já foram a atração de exposições realizadas em diversos pontos dos Estados Unidos. Atualmente, dois deles estão sendo utilizados pela NASA como forma de testar um sistema de propulsão revolucionário, cujos detalhes ainda permanecem um mistério.

Cupons de desconto TecMundo: