E o caso Dieselgate não para de ficar pior. De acordo com informações publicadas no jornal Automotive News, oficiais da Justiça dos Estados Unidos estão viajando até a Alemanha para entrevistar executivos da Volkswagen, a fim de conseguir mais informações sobre o escândalo da manipulação dos motores a diesel em alguns de seus veículos para diminuir momentaneamente sua emissão de gases tóxicos durante testes de validação.

Por conta desse movimento “ousado”, o site afirma ainda que vários funcionários de alto escalão da montadora alemã já estão contratando advogados para se livrar de eventuais processos criminais que possam ser abertos pelos oficiais norte-americanos. Vale lembrar que, em recentes declarações, a marca afirmou que nenhum de seus diretores sabiam sobre a manipulação dos testes de emissão dos poluentes.

Além disso, como noticiamos no começo de novembro, a VW conseguiu um acordo de US$ 14,7 bilhões para indenizar os donos dos veículos envolvidos na polêmica — estima-se que cerca de 475 mil automóveis foram afetados pela manipulação. Na Europa, porém, a empresa continua se recusando a oferecer qualquer auxílio aos seus consumidores.

Cupons de desconto TecMundo: