O número de notícias sobre carros elétricos vem aumentando bastante, e talvez isso tenha te causado uma falsa impressão de que esse tipo de veículo já se popularizou ao redor do mundo. Ledo engano. De acordo com o Business Insider, apenas 1% do mercado global de automóveis é ocupado por motores movidos a eletricidade. Tais veículos são ecologicamente corretos e silenciosos, mas alguns probleminhas no setor ainda afastam consumidores.

Alguns deles você já conhece: o alto custo dos veículos (não é só no Brasil que eles são vendidos a preços proibitivos) e a baixa autonomia em comparação com modelos a combustão são os mais comentados por aí. Porém, um terceiro obstáculo nesse mercado anda aterrorizando tanto os motoristas quanto as montadoras — o tempo necessário para recarregar as baterias de um carro elétrico.

Ninguém quer ficar com seu possante conectado na tomada durante oito horas para poder fazer um passeio, especialmente durante uma viagem de longa duração. A Tesla, que ainda lidera esse setor automotivo, está tentando resolver essa questão espalhando estações de recarga com uma tecnologia exclusiva batizada de Supercharger, capaz de efetuar uma carga completa das baterias de seus veículos em apenas uma hora.

Você passaria horas esperando seu carro recarregar para poder dar um passeio?

Esforço conjunto

No início, as estações de Supercharger podiam ser usadas de graça por todos os clientes da Tesla — porém, recentemente, a marca anunciou que cobrará uma pequena taxa para novos consumidores. Isso seria uma tentativa de preservar os carregadores para uso exclusivo de quem estiver fazendo viagens longas e eliminar a imagem dessas estações como uma alternativa ao carregamento residencial, que, embora seja barato, é muito mais demorado.

Se pararmos para pensar, a estratégia da Tesla foi bastante ousada: seria o mesmo que uma montadora tradicional inaugurar sua própria rede de postos de gasolina para os motoristas abastecerem seus veículos a combustão. Porém, esse é um investimento necessário para que as fabricantes possam fidelizar seus clientes e vender um número maior de carros elétricos, tornando-os mais atraentes para o público.

Recentemente, a Ford, a Volkswagen, a Mercedes e a BMW firmaram uma parceria que tem como objetivo instalar uma série de carregadores rápidos — parecidos com o Supercharger da Tesla — ao redor da Europa. No comunicado oficial, reproduzido pelo Bloomberg, as montadoras prometem “milhares” de estações até o ano de 2020, sendo que ao menos 400 pontos devem ser instalados ao longo de 2017.

Cupons de desconto TecMundo: