O Conselho de Recurso do Ar da Califórnia (CARB) pegou a Audi no pulo: a fabricante usava um software para enganar os resultados dos testes de emissão em veículos — um dispositivo ficava ligado ao câmbio automático dos carros.

A notícia surgiu inicialmente do jornal Bild am Sonntag, notando o software ativava um modo da transmissão que alterava trocas de marchas para reduzir emissões do motor. Dessa maneira, os carros poderiam receber notas melhores do CARB.

Ainda como nota o jornal, esse software era ativado quando o carro era ligado — tanto movidos por gasolina quanto por diesel —, porém, desativado quando o volante era esterçado por mais de 15 graus — e como os testes são realizados com o carro parado, o software continuava ativo. Essa manipulação foi descoberta pelo CARB em maio deste ano.

Dieselgate

Não é só a Audi que foi pega. A Volkswagen vem passando por maus bocados na Terra do Tio Sam. No ano passado, houve o famoso "Dieselgate": 482 mil carros a diesel vendidos nos Estados Unidos entre 2009 e 2015 burlaram as normas de proteção ambiental e tiveram que ser chamados para recall.

Para saber mais, clique aqui.

Cupons de desconto TecMundo: