Recentemente, a Força Aérea Norte Americana (USAF) revelou o Lockheed Martin F-35A Lightning II, que entrou na categoria de caça mais caro da história, com um preço de desenvolvimento e construção de US$ 400 bilhões (cerca de R$ 1,2 tri).

O primeiro esquadrão que usará estes caças (34th Fighter Squadron) se encontra na Hill Air Force Base, em Utah, nos EUA. Enquanto as autoridades norte-americanas comentam que os F-35 estão prontos para entrar em batalha, o The Wall Street Journal nota que, na verdade, os caças só poderão ser enviados para "zonas de guerra" em outubro deste ano. Isso porque, de acordo com o jornal, o software presente no sistema dos aviões ainda previnem os pilotos de utilizarem "todas as capacidades" — ou seja, o software ainda trava o uso de certas armas.

O caça foi desenvolvido para ser invisível

Sobre o design do F-35, ele foi desenvolvido para ser "invisível" aos radares e entrar em áreas sem detecção do inimigo. A tecnologia utilizada se chama Very Low Observable (VLO). Em entrevista ao BGR, o capitão da USAF, James Schmidt, comentou o seguinte:

"O que torna a F-35 tão única são as capacidades stealth. Você percebe isso no desenho do caça, nos ângulos das portas, nas linhas das asas e em como o motor foi colocado numa entrada curvo".

O capitão também comentou que existem câmeras por todo o caça e elas oferecem uma visão 360° do entorno. Dessa maneira, os pilotos podem enxergar tudo que acontece ao redor da aeronave — o capacete foi especialmente projetado para suportar esse recurso.

F-35A

Armas e voo

Sobre armas, não foi revelado muito. Apenas que o design do F-35A permite que o caça voe com todo o armamento escondido e, dessa maneira, continuar escondido dos inimigos — aliás, a velocidade de voo do caça é de 1.200 mph, ou 1,9 mil km/h. Ainda, que ele possui um material especial que reduz a temperatura dos exaustores e canos, assim, é possível disparar mais projéteis e ainda se esconder de armas que rastreiam por sensor de calor.

"Voar e pousar com o F-35A é incrível. O autopiloto permite que você voe em qualquer altura ou velocidade sem colocar as mãos nos controles; o caça saberá exatamente o que fazer", comentou o capitão.

É esperado que o Lockheed Martin F-35A Lightning II seja utilizado para missões de conflito no Oriente Médio. Para ficar ligado em notícias sobre o caças e aviões, fique ligado nessa página.

Cupons de desconto TecMundo: