(Fonte da imagem: Reprodução/IBM)

Os estudantes do Rensselaer Polytechnic Institute, em Nova York, terão um novo aluno no campus a partir de agora: uma versão modificada do supercomputador Watson, da IBM, que fará parte do equipamento da instituição em breve. O local é a primeira universidade a receber um sistema tão poderoso.

A ideia é que os estudantes tenham uma experiência maior ao conviver e trabalhar com o Watson – afinal, nem todo mundo pode colocar no currículo que lidou diretamente com uma máquina assim. Além disso, os projetos do campus devem gerar vários empregos para especialistas na área.

O calouro

O supercomputador vai revolucionar a informática no Rensselaer. Com 15 TB de armazenamento em disco, ele permite que até 30 pessoas acessem seu sistema ao mesmo tempo, criando uma poderosa rede local.

Watson já é uma celebridade no mundo da tecnologia: ele já acumulou diversos trabalhos, é a personalidade do ano na web de 2011 e até participou de programas de TV. Mas ele vai levar os estudos com seriedade, já que um de seus objetivos lá é aprimorar ainda mais sua capacidade de resposta e computação cognitiva.

Cupons de desconto TecMundo: