(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Recentemente, a International Telecommunication Union (ITU) aprovou o Super Hi-Vision (SHV) como a tecnologia padrão para o que está sendo chamado de Ultra High Definition TV (algo como “TV de ultra alta definição”, em uma tradução literal).

Na verdade, essa tecnologia, que é capaz de reproduzir conteúdos com uma resolução de 7680x4320 pixels, não é exatamente uma novidade. Ainda em 2010, a BBC realizou uma transmissão histórica com o Super Hi-Vision. No ano seguinte, a Sharp exibiu um televisor com tal resolução na IFA – a qual nós tivemos o prazer de testar no início deste ano.

De acordo com a publicação da emissora japonesa NHK, que está envolvida no desenvolvimento do SHV, essa recomendação da ITU é um importante passo para que um dia a tecnologia seja adotada na transmissão de conteúdos em altíssima definição pelas emissoras do mundo todo.

O documento também revela que para reduzir o efeito conhecido como motion blur os aparelhos dotados com o Super Hi-Vision devem ser capazes de reproduzir pelo menos 120 frames por segundo.

Segundo a BBC, a NHK demonstrou televisões com resolução 8K durante os Jogos Olímpicos de Londres e a resposta do público foi muito boa. Algumas pessoas relataram que a sensação era de que elas estavam dentro dos estádios.

Embora tenha apresentado avanços consideráveis, o Super Hi-Vision ainda deve demorar a ser comercializado para consumidores convencionais. Há alguns especialistas que acreditam que ela nem chegue a se popularizar e se tornar comum em nossas casas devido a necessidade de telas muito grandes e o alto custo.

Fontes: ITU, NHK, BBC

Cupons de desconto TecMundo: