(Fonte da imagem: Reprodução/Thiagocolares)

Se você gosta de tecnologia, com certeza já ouviu falar ou sabe muita coisa sobre Steve Jobs, o empresário que fez da Apple a referência em inovação que ela é atualmente. Mas apesar da biografia lançada após o seu falecimento, algumas histórias deixaram de ser contadas.

Por conta disso e para lembrar o um ano da morte de Jobs, alguns amigos e colegas de trabalho contaram histórias que não chegaram ao público. São casos pessoais ou que envolvem negócios, sendo que todos eles deixam o raciocínio rápido e a personalidade forte do empresário bem evidentes.

Escondam os Porsches!

Quando Steve Jobs saiu da Apple, em 1985, ele criou uma empresa chamada NeXT Computer e chamou Randy Adams — que tinha acabado de vender a sua companhia — para trabalhar como engenheiro de software. Um tempo depois e por uma coincidência, os dois acabaram comprando um Porsche 911 ao mesmo tempo.

Os carros iguais não eram um problema, até que Jobs pediu para que Adams escondesse o seu veículo. A resposta foi simples: Ross Perot estava indo conhecer a empresa para saber se ia entrar no negócio e, por conta disso, era melhor não passar a aparência de que eles tinham muito dinheiro.

No final das contas, a estratégia realmente deu certo, tanto que foram investidos US$ 20 milhões na NeXT Computer.

Humilhações públicas

Guy Kawasaki, funcionário que humilhou um colaborador sem saber. (Fonte da imagem: Reprodução/Andrevarga)

Guy Kawasaki, que trabalhava ligado à comunidade de desenvolvedores Mac na Apple, conta que Steve Jobs entrou no seu escritório acompanhado de um estranho e perguntou o que ele achava sobre os softwares desenvolvidos pela Knoware — empresa que criava aplicativos para os Macs da época.

Kawasaki deu uma resposta franca na frente das duas pessoas, mostrando que a sua opinião era extremamente negativa. Quando ele terminou de falar, Jobs simplesmente apresentou o outro homem dizendo “este é CEO da Knoware”.

Segundo Kawasaki, quem trabalhou na Apple diretamente com Steve Jobs estava sujeito a humilhações públicas, de forma que os seus defeitos fossem realmente mostrados. Em contrapartida, Steve Jobs era um dos poucos gestores do ramo que sabia abrir brechas para extrair o melhor de seus funcionários.

Trabalhador esforçado

Nolan Bushnell, fundador da Atari e um dos primeiros empregadores de Jobs, diz que Steve era um empregado fora do comum, pois estava disposto a trabalhar muito mais do que os outros. Um exemplo disso é o fato que era comum encontrá-lo dormindo debaixo da sua mesa depois de uma noitada — atitude tomada para não perder a hora e não deixar trabalho por fazer.

....

As histórias que você acabou de ler são apenas uma amostra, retiradas do site Forbes. Se você quiser conferir outras situações envolvendo o ícone da Apple, basta clicar aqui.

Fonte: Forbers

Cupons de desconto TecMundo: