Fonte da imagem: Reprodução/The Verge

Como já sabemos, Steve Ballmer está se preparando para se despedir da gigante Microsoft – e parece que Bill Gates não está muito feliz com isso, como já publicamos aqui. No momento, não existe um nome certo para substituir o cargo de Ballmer, apesar de muitas especulações ocorrerem nas últimas semanas. O fato é que no início de 2014 ele não estará mais em Redmond.

Em reportagem do site ZDNet, Steve Ballmer revelou algumas de suas principais influências em todos esses anos como CEO da Microsoft. Enquanto os considerados erros da Microsoft ao entrar no mercado de smartphones e tablets foram apontados por muitos nos últimos anos, um dos grandes triunfos da gigante do Windows foi entrar no segmento de games. Segundo Ballmer, o lançamento do Xbox foi uma decisão e uma responsabilidade dele – quem aprovou o plano de negócios do console foi ele próprio.

O começo de um novo console

A aposta da Microsoft no Xbox custou bilhões ao longo dos anos (incluindo prejuízos grandes, como os reparos de US$ 1 bilhão nos hardwares dos consoles que apresentavam o temido “anel vermelho da morte”). Entretanto, o investimento foi considerado recompensado posteriormente, pois fez com que o nome da empresa permanecesse relevante perante os consumidores e ao mercado em geral – adquirindo cada vez mais popularidade e notoriedade com o sistema.

Além disso, Steve Ballmer desempenhou um papel importante nos processos de ações judiciais antitrustes que ocorreram contra a Microsoft, enquanto Bill Gates se focou em outros aspectos da empresa – aliás, a solução dos casos mais polêmicos foi prioridade de Ballmer por anos.

Hoje, o CEO diz que a Microsoft está mais focada, parcialmente graças aos 13 anos de mudanças propostos por ele. O seu sucessor deverá ser nomeado em breve, e um dos principais objetivos da gigante de Redmond será adaptar os seus dispositivos e suas metas, moldando o futuro da Microsoft em diferentes segmentos nos próximos anos.

Cupons de desconto TecMundo: