Pensando em auxiliar a população no tratamento da hepatite C, a Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG) fez uma parceria com a Sociedade Brasileira de Hepatologia e a Sociedade Brasileira de Infectologia que resultou em um aplicativo. O denominado Trat-C visa orientar os médicos para que eles sigam com o tratamento adequado a cada caso.

O aplicativo tem a função de indicar aos responsáveis pelo tratamento quais são as melhores escolhas disponíveis no nosso país atualmente, analisando as características do portador da hepatite C e de coinfecções que são escolhidas pelos profissionais da saúde. Os médicos cruzam informações e apontam o melhor esquema terapêutico para o paciente através de cliques únicos em telas sequenciais.

Saiba mais sobre a doença

Desde o ano de 2013, os médicos têm lançado novos medicamentos que erradicam a doença em até 90 dias de tratamento em 90% dos casos. Além disso, o Sistema Único de Saúde (SUS) oferta, desde 2015, três dessas drogas gratuitamente (Sofusbovir, Simeprevir e Declatasvir).

Segundo a FGB, cerca de 2% da população brasileira possui a hepatite C, sendo que a infecção tem impacto global. A empresa disse ainda que a estimativa é que em 2030, se os devidos cuidados não forem tomados, podemos ter mais ou menos 3 mil pacientes em transplante hepático, 50 mil com cirrose descompensada e 60 mil com carcinoma hepatocelular. O Trat-C está disponível para dispositivos Android e iOS.

Cupons de desconto TecMundo: