O Spotify anunciou hoje que alcançou a marca dos 100 milhões de usuários ativos por mês, expandindo ainda mais sua dominação sobre o mercado de streaming de música. O serviço é tido inclusive como aquele que revolucionou o setor de música digital. A empresa está no mercado desde 2008 e, no último ano, conseguiu adicionar cerca de 1,8 milhão de novos usuários ao mês.

Contudo, apenas 30% dessa base assina o serviço pago, uma vez que é possível ouvir gratuitamente todo o catálogo do Spotify pelo PC. Essa modalidade “freemium” é patrocinada via anúncios durante as execuções de músicas, e não há a possibilidade de disponibilizá-las offline no PC ou em aparelhos mobile. Pagando, essas duas limitações são removidas.

Recentemente, o serviço criou um “plano família” para atrair mais clientes pagantes. A estratégia foi considerada crucial, já que o Spotify precisa converter usuários freemium em pagantes em uma taxa maior. Nos últimos anos, a empresa tem registrado prejuízos, mesmo tendo aumentado sua base de usuários astronomicamente.

A empresa tem registrado prejuízos, mesmo tendo aumentado sua base de usuários

Serviços concorrentes ainda não têm tanta presença quanto o Spotify, mas são economicamente mais viáveis. O Apple Music, da Apple, por exemplo, tem um período de testes gratuito, mas, depois disso, o usuário precisa começar a pagar. De outra forma, sua conta fica bloqueada. Esse concorrente, com apenas um ano de funcionamento, já tem 15 milhões de assinantes pagando.

Cupons de desconto TecMundo: