Qualquer rumor sobre a saída da Sony do mercado mobile pode cair por terra: o CEO da empresa no setor, Hiroki Totoki, confirmou em uma recente entrevista com a Arabian Business que a companhia “nunca venderá ou sairá dos negócios mobile”.

A declaração confronta algumas das notícias contrárias à situação da empresa, principalmente com a recente demissão de mais de mil funcionários que trabalhavam em uma das fábricas da linha Xperia na Suécia.

Embora a decisão seja firme, Totoki admitiu que a situação não está tranquila para a Sony. “Sim, a competição se tornou severa”, explicou. “O smartphone consiste de baterias, telas e chips. Essas são as partes principais do aparelho, e as pessoas podem facilmente fazer eles agora. Mas a experiência do usuário nem sempre é a mesma, e isso é um ponto importante.”

“As pessoas não estão comprando um aparelho por causa de como ele parece — eles estão comprando ele pela experiência”, reforçou o CEO da Sony Mobile.

O ano de 2014 foi difícil para a empresa, mas Totoki afirmou que a razão disso foi a compra integral da Ericsson, o que teria “causado uma perda substancial para a companhia”. “Mas isso foi uma perda contábil e não impactou nosso fluxo de dinheiro. Aliás, ele está bem saudável. Mas foi uma perda tão grande, e foi por isso que as pessoas especularam isso.”

Outro ponto importante que o CEO relacionou foi o mercado para PC, que também impactou a visão das pessoas para o setor mobile. “Depois daquele rumor, nós saímos do negócio com a VAIO. Isso fez com que as pessoas pensassem que a Sony sairia do mercado de mobiles também. Mas esse setor é muito diferente dos PCs”, explicou Totoki.

Cupons de desconto TecMundo: