Você provavelmente deve lembrar das notícias sobre os vazamentos na Sony — sim, aqueles documentos que geraram até uma tensão diplomática com a Coreia do Norte. Agora, o WikiLeaks divulgou todos estes arquivos, somando mais de 173 mil emails e 30 mil documentos.

Neles, é possível encontrar opiniões privadas e conversas sensíveis entre executivos da empresa japonesa. Muitos deles ainda tocam em um problema comum na PSN, os hacks. Segundo o porta-voz do WikiLeaks, Julian Assange, "os arquivos mostram como uma corporação multinacional influente funciona".

Até o momento, ninguém sabe ao certo quem realmente hackeou a Sony. Enquanto a Casa Branca, nos EUA, e a companhia japonesa acreditam que a Coreia do Norte teve seu dedo na história, o país de Kim Jong-um nega qualquer ação.

Se você quiser fuçar alguns dos documentos vazados, este é o link. Julian Assange já afirmou que o WikiLeaks vai garantir que os arquivos não saiam do ar — já que eles estão "no centro de um conflito geopolítico".

Cupons de desconto TecMundo: