Nós já vimos uma grande quantidade de informações relacionadas à invasão dos servidores da Sony, que aconteceram no final do mês passado e que resultaram no roubo de muitos dados de pessoas ligadas à empresa. Pois um funcionário da própria Sony contou ao site Fortune como foi se ver em meio a um dos maiores ataques realizados durante o ano de 2014 —  e como a empresa se comportou em relação aos colaboradores.

Ele disse: “Na segunda-feira antes do dia de ação de graças, nós todos fomos trabalhar normalmente. Alguns ligaram seus computadores e começaram a trabalhar, até que perto das 8:15 da manhã uma tela preta foi exibida para todos.”. Somente alguns dias depois eles ficaram sabendo da gravidade do que havia ocorrido, sendo que toda a rede da Sony foi desativada durante a semana seguinte.

O funcionário revelou também que somente 10 dias depois começaram a surgir as sugestões: “Ligue para o seu banco, troque suas senhas, crie uma nova conta de verificações... Eu fiquei realmente irado! Isso era relacionado a contas pessoais, você está brincando comigo? Eu olhei para meus colegas... Eles têm famílias, fundos de aposentadoria, investimentos para pagar a faculdade dos filhos!”.

A postura da empresa

Mas o que deixou o funcionário da Sony mais perplexo foi o fato de que os executivos da Sony estavam se dirigindo à imprensa com muito mais transparência do que faziam internamente. “Nós tínhamos mais informações em sites e blogs do que dos próprios Michael Lynton e Amy Pascal”. Isso mostrou bastante falta de preocupação com o bem-estar das pessoas que fazem a Sony, segundo o funcionário ouvido pelo Fortune.

Por fim, ele revelou que depois de alguns dias a Sony ofereceu ajuda por meio de monitoramento de segurança para os serviços cadastrados pelos funcionários, mas o sentimento de frustração por conta da falta de informações já havia tomado conta de todos. Você acha que a empresa deveria ter dado melhor suporte e mais transparência na revelação dos fatos para o público interno?

Cupons de desconto TecMundo: