Se a situação financeira da Nintendo não é nada boa, a Sony não pode tirar muito sarro: a companhia japonesa anunciou aos investidores nesta quarta-feira (14) uma perda operacional de US$ 1,25 bilhão no ano fiscal que terminou em março de 2014. Essa é a quarta vez em que a empresa registra resultados negativos nos últimos cinco anos.

O maior problema do ano fiscal foi a reestruturação da gigante, que separou as divisões de PC e TV .

E a própria divisão de games está no vermelho, apesar de ser um dos braços da companhia que mais geram dinheiro e registram números positivos. As vendas subiram 38,5% em relação ao outro relatório, só que também foi registrado prejuízo: US$ 79 milhões, uma mudança radical para o período anterior, que teve lucro de US$ 16,6 milhões.

Segundo a Sony, os gastos estariam principalmente no aumento dos custos do lançamento e da produção do PS4 e na gravação de softwares para PC da Sony Online Entertainment.

Mais números

  • A Sony vendeu 14,6 milhões de PS4, PS3 e PS2 no ano fiscal
  • 4,1 milhões de PS Vita, Vita TV e PSP foram vendidos no mesmo período
  • A venda de softwares e jogos foi de 374 milhões, em comparação com 266 milhões no ano passado
  • A previsão é que todas as vendas subam no novo ano fiscal em 0,4%
  • Esse aumento resultaria em lucro de US$ 195 milhões na área de games

Nem tudo está perdido

A salvação pode estar nas vendas, que subiram 14,3% e totalizaram US$ 75,4 milhões. Esse aumento é devido ao impacto do PS4, das taxas de câmbio estrangeiras e do número de smartphones vendidos. A empresa projeta um aumento na comercialização não só do console em si para o ano fiscal, mas também de jogos de third-parties — o que também gera uma receita significativa em direitos para a Sony.

Para o ano fiscal atual, que termina em março de 2015, a Sony espera resultados melhores — mas isso ainda significa prejuízo, desta vez uma previsão "otimista" de US$ 487 milhões.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: