(Fonte da imagem: Reprodução/The Next Web)

No ano passado a Google divulgou a criação de uma companhia voltada ao combate a questões relacionadas ao envelhecimento e a outras doenças associadas. Agora é a vez da Sony aumentar seu comprometimento com inovações medicinais após o anúncio de uma parceria que dá origem a uma empresa cujo objetivo é incentivar o avanço de pesquisas médicas relacionadas ao uso de genética no Japão.

Chamada P5, a organização foi fundada graças à colaboração da Sony com uma gigante japonesa da Medicina, a M3, e a Illumina, fabricante norte-americana de equipamento para sequenciamento genético. Com um capital de 118,75 milhões de ienes (equivalentes a cerca de R$ 2,73 milhões), a nova empresa deve começar suas atividades em fevereiro deste ano, com sede em Tóquio.

A P5 vai focar seus esforços em auxiliar na superação de barreiras usando pesquisa sobre genoma, criando técnicas para estabelecer a origem de doenças usando a genética junto a outros dados médicos e desenvolvendo novos tipos de remédios e métodos de tratamento. Futuramente, a Sony espera usar essas estratégias para expandir o atendimento para pacientes individuais, indo além de empresas de saúde e centros de pesquisa.

Apostando pesado

“Estou muito empolgado com o potencial dessa colaboração de possibilitar novos serviços e inovações que nos levem ainda mais perto de uma era de Medicina personalizada”, disse Tadashi Saito, executivo da Sony na área de saúde.

O setor médico é uma área cada vez mais importante para a companhia de equipamentos eletrônicos. Antes de assumir seu posto em 2012, o CEO e presidente Kaz Hirai anunciou planos de tornar o setor de saúde um dos principais pilares da empresa. Desde então, a Sony vem fazendo grandes investimentos no campo, como a parceria de US$ 644 milhões com a Olympus para o desenvolvimento de tecnologias médicas de imagens.

Cupons de desconto TecMundo: