(Fonte da imagem: Reprodução/IconPublicitá)

Lutando para manter-se financeiramente saudável, a Sony anunciou detalhes do seu plano de reestruturação no Japão através de um press release. A empresa está fechando uma fábrica de lentes nas terras nipônicas e cortará dois mil postos de trabalho através de uma reforma antecipada.

A companhia afirma que está fazendo mudanças para “revitalizar e crescer” o seu negócio de eletrônicos e espera economizar 378 milhões de dólares por ano. A base das mudanças foi iniciada em abril, quando a dona do PlayStation anunciou que reduziria o número de funcionários em 10 mil. O programa de restruturação está custando 945 mil dólares aos cofres da empresa.

A fábrica que foi fechada ficava localizada na cidade de Minokamo e era destinada a produzir lentes para câmeras digitais SLR, blocos de lentes e dispositivos móveis. Como parte de sua estratégia em focar na produção de smartphones, a empresa vai transferir algumas atividades de Minokamo para outras fábricas, embora que algumas sejam encerradas. A empresa ainda não revelou o que será mantido e o que será cortado.

Foco nos smartphones

O plano de reforma deve atingir principalmente a divisão de games da Sony. A empresa já anunciou que pretende cortar 20% da força de trabalho do setor até o final de ano, devido a uma série de iniciativas de racionalização.

Os primeiros cortes do plano de reestruturação da empresa iniciaram em agosto, quando a Sony anunciou que cortaria mil postos de trabalho globais da sua divisão de celulares. A gigante dos eletrônicos também vai transferir a divisão de celulares da Suécia para o Japão, depois de comprar a parte da Ericsson no negócio por mais de um bilhão de dólares.

Não sabe o que está acontecendo com a Sony? Então confira neste artigo todas as informações sobre o que é preciso para a empresa se reerguer.

Fonte: The Next Web

Cupons de desconto TecMundo: