Se você parar pra pensar em como é fácil encontrar trechos específicos de textos pela internet, então comparativamente terá que concordar que achar uma fotografia em particular é uma tarefa bem mais complicada. No entanto, uma nova forma de indexar e navegar por meio de imagens medianas pode mudar radicalmente a forma como buscamos por fotos, figuras e produtos online.

Fotografias medianas são composições borradas feitas a partir da sobreposição de várias imagens. Embora esse tipo de figura seja mais conhecido por suas aplicações artísticas, um grupo de cientistas da computação de Berkeley, nos Estados Unidos, criou uma ferramenta chamada AverageExplorer, que permite que qualquer um navegue entre as fotos mais “médias” de algum tema simplesmente ressaltando algumas de suas características visuais.

Dessa forma, quando você quiser buscar por uma imagem de uma raça específica de gato, por exemplo, bastaria empurrar a média na direção de felinos siameses ressaltando traços como orelhas maiores e rostos mais escuros. Outra aplicação seria encontrar produtos específicos escolhendo as características desejadas, como o tipo de salto e a cor de um sapato ou o formato de um carro.

Retrato falado automático

Por mais interessante que a novidade seja, ela ainda não está disponível para todos. De acordo com o New Yorker, o software será lançado ainda neste outono norte-americano (simultâneo à primavera brasileira). Além de simples buscas de imagens e compras online, os criadores já pensaram em mais uma série de aplicações da ferramenta para o mundo real, algumas bem interessantes.

Um bom exemplo é a possibilidade de uso para auxiliar em investigações policiais, que muitas vezes dependem de descrições verbais bastante imprecisas das testemunhas para obter um perfil dos suspeitos. Segundo os estudiosos, o software poderia eliminar o que é conhecido como “gargalo de linguagem” – a árdua conversão da imagem mental de uma pessoa primeiro para palavras, depois para a imaginação de um artista e só então para um retrato.

Segundo os criadores, a novidade tornaria possível “permitir que a testemunha busque pelos traços mais parecidos com os do criminoso em meio a milhões de rostos e, por meio do processo imersivo do AverageExplorer, monte a imagem composta por si".

Caminho do futuro

Atualmente, o “gargalo de linguagem” é a base de quase todo o processo de busca de imagens, já que ainda temos que pensar em palavras que descrevam o que queremos achar e torcer para que alguém tenha usado os mesmos termos para marcar ou descrever a foto. O fato do AverageExplorer permitir que naveguemos pelas figuras mais comuns da internet sem que as palavras nos atrapalhem, pode torná-lo um sistema de buscas realmente poderoso.

Cupons de desconto TecMundo: