Android é o 'queridinho' dos desenvolvedores, explica Positivo

3 min de leitura
Imagem de: Android é o 'queridinho' dos desenvolvedores, explica Positivo
Imagem: Primakov/Shutterstock
Avatar do autor

O Android é disparado o sistema operacional com mais prevalência nos smartphones dos brasileiros. De acordo com a pesquisa "O brasileiro e seu smartphone", divulgada em julho de 2021 pelo Mobile Time, o sistema operacional está presente em 85% dos celulares do país. Mas o que faz o sistema ser popular? O TecMundo conversou com executivos da Positivo para entender um pouco mais sobre o porquê o software é visto como uma plataforma tão fácil de se trabalhar.

A marca brasileira trabalha com Android há dez anos e um dos diretores diz considerar que o software do Google é uma "tendência". Ele ressalta que a plataforma praticamente não possui barreiras, o que a torna excelente para o desenvolvimento de soluções próprias.

"A facilidade de desenvolver para Android é incomparável. Nossos desenvolvedores, inclusive os freelancers, nos falam diariamente sobre essa realidade e por isso que fomentamos esse trabalho com eles. E ter esse conhecimento com a plataforma gera novas oportunidades de negócio, como as máquinas de pagamento que nós desenvolvemos", diz Guilherme Ravagnani, diretor de desenvolvimento de software e meios de pagamentos da Positivo Tecnologia.

Positivo Q20O Positivo Q20 é um smartphone de entrada da marca brasileira com o sistema operacional Android

Ravagnani ressalta que a dificuldade com o iOS começa no ponto em que o desenvolvedor precisa ter um Mac para trabalhar, o que já torna a tarefa financeiramente mais complicada. Para se ter uma ideia, o novo MacBook Pro custa a partir de R$ 27 mil no Brasil, podendo passar dos R$ 70 mil em versões mais "parrudas".

O representante da Positivo argumenta que, neste sentido, o Android é bem mais acessível quando comparado ao rival e que além disso, o ecossistema do Google é intuitivo e receptivo para alterações.

"Além dele ser livre, ser um sistema operacional aberto, apesar de ser suportado pelo Google, toda a comunidade pode trabalhar nele em uma solução que é gratuita. Neste sentido, ele é diferente de outros sistemas operacionais como o Windows, que apesar de ser muito forte no mercado também, exige uma licença paga para se desenvolver nele", disse.

O executivo explicou que a Positivo trabalha com soluções em Android para seus mais de 140 produtos (smartphones e tablets) que são 100% desenvolvidos no Brasil e certificados para serem produzidos até mesmo na África. O SO permitiu, inclusive, que a marca começasse a atuar em outras frentes como máquinas de pagamento e um ecossistema para casas inteligentes.

O Android na educação

Além de permitir o trabalho com soluções comerciais, corporativas e para usuários comuns, o Android possibilita uma atuação com vários projetos educacionais. A Positivo também tem soluções aplicadas em escolas que exigem uma construção com um software acessível.

"Softwares e produtos para o ensino não podem ter barreiras e necessitam de uma conectividade diferenciada. E o Android consegue oferecer tudo isso, já que ele é uma plataforma rápida, leve e bastante democrática", defende Leorys Colletes, diretor de tecnologia educacional na área Educacional - Ecossistema de Tecnologia e Inovação da Positivo Tecnologia.

Os projetos educacionais da Positivo que utilizam como base o Android estão presentes em instituições particulares e públicas de vários estados do país. Dentre eles, estão as Mesas Educacionais, que promovem a alfabetização e letramento em português e matemática, por exemplo.

PositivoO desenvolvimento de soluções educativas tem sido uma das apostas da Positivo

Outro exemplo é o Pense+, um programa que já foi implantado em mais de 100 escolas de 16 estados e foi utilizado por mais de 32 mil alunos.

"Recentemente estamos trabalhando muito com inteligência artificial para apoiar educadores. Na pandemia também conseguimos oferecer soluções de aprendizado que são seguras para educadores e alunos que estavam em casa, sem contato social. Todo esse trabalho foi possível a partir da facilidade que o Android nos oferece", disse Colletes.

Para estimular o crescimento e implementação de tecnologias educacionais nas escolas brasileiras, a Positivo conta a colaboração de edtechs. As soluções das startups de educação passam por testes para verificar o encaixe com o que já foi desenvolvido pela Positivo.

"No final das contas, todos estamos dando um grande apoio aos alunos, pais e professores, que não serão nunca substituídos, mas poderão contar com ferramentas que facilitam o trabalho na sala de aula", afirmou o executivo.

E para fazer todo esse trabalho, nada faz mais sentido do que contar com o sistema operacional móvel que está presente em pouco mais de 70% dos dispositivos móveis no mundo, de acordo com índices da StatCounter. Bem atrás, aparece o iOS com 28% do market share (fatia de mercado).

Market share mobile