Google planeja usar Fuchsia OS em mais dispositivos inteligentes

1 min de leitura
Imagem de: Google planeja usar Fuchsia OS em mais dispositivos inteligentes
Imagem: Wikimedia Commons
Avatar do autor

O anúncio de uma vaga de emprego para engenheiro de software divulgada pela Google pode ter revelado os próximos planos da empresa para o Fuchsia. Em desenvolvimento há cerca de 5 anos, o sistema operacional foi lançado para o Nest Hub recentemente, mas não deve demorar para aparecer em outros aparelhos.

Conforme relatou o 9to5Google na sexta-feira (08), a vaga anunciada pela companhia de Mountain View indica que o Fuchsia OS será “expandido para dispositivos inteligentes adicionais e outros formatos”. E é justamente para esse trabalho que estão sendo contratados novos profissionais.

“Embora os primeiros usos do Fuchsia sejam monitores inteligentes, estamos trabalhando na expansão para formatos e casos de uso adicionais. A equipe Fuchsia Devices é responsável por garantir que possamos aplicar com sucesso a plataforma Fuchsia a produtos do mundo real que fazem a diferença para o Google e nossos usuários”, diz o anúncio de emprego.

O Google Nest Hub foi atualizado para rodar o Fuchsia.Google Nest Hub foi atualizado para rodar o Fuchsia.Fonte:  Google/Divulgação 

Ainda não há informações sobre quais gadgets receberiam o sistema nessa expansão, mas o site aponta que a próxima geração dos monitores inteligentes da marca provavelmente virá com o software. Especula-se também que ele passará a ser utilizado em alto-falantes inteligentes.

Mais pistas

Uma lista com vagas de emprego na big tech divulgada anteriormente já havia sugerido a possibilidade de lançamento de novos dispositivos para a linha Nest equipados com o sistema, os quais estariam sendo desenvolvidos pela equipe de engenheiros do Fuchsia.

Na ocasião, o anúncio mencionava que esses aparelhos terão recursos de “Chromecast, videoconferência e aprendizado de máquina”. Vale ressaltar que o Chromecast citado aqui não se refere apenas ao dongle da marca, e sim à capacidade de transmissão de conteúdos para outro dispositivo, segundo a publicação.

Também há rumores sobre a utilização do Fuchsia em hardware de terceiros, igualmente apontada em outro anúncio de emprego, abrindo ainda mais possibilidades de expansão do software.