Google vai resetar permissões de apps em 'bilhões de Android'

1 min de leitura
Imagem de: Google vai resetar permissões de apps em 'bilhões de Android'
Imagem: quietbits/Shutterstock
Avatar do autor

O Google anunciou, nesta sexta-feira (17), que lançará a partir de dezembro para "bilhões de dispositivos Android" a redefinição automática de permissões de execução de apps. De acordo com a empresa, o recurso será ativado automaticamente em dispositivos com serviços do Google Play que rodam o Android 6.0 ou superior.

A ferramenta de reset automático foi lançada no Android 11 e serve para retirar as permissões de app que não são utilizados há alguns meses. As permissões de execução são sensíveis porque dão aos aplicativos acesso a dados restritos e permitem que eles executem ações que afetam o sistema.

Este tipo de autorização (que também é chamado de "permissões perigosas") é exibido em momentos como a abertura de programas. Neste caso, é solicitado ao usuário o consentimento para que as fotos, arquivos e mídias sejam acessados pelo software, por exemplo.

AndroidAs permissões de execução são consideradas sensíveis porque expõem informações e arquivos pessoais dos usuários aos apps

Os usuários poderão, a partir de dezembro, configurar manualmente a opção, para que os acessos de apps não utilizados há muito tempo sejam revogados. Apesar disso, alguns apps poderão solicitar o desativamento do auto-reset.

O Google explicou, ainda, que a opção não será utilizada para outros tipos de permissões, como a de tempo de instalação (que é requisitada quando um novo app é instalado), normais e especiais.

Além do anúncio, a empresa disponibilizou um manual para desenvolvedores de como alterar o código-fonte dos aplicativos para que eles possam solicitar ao usuário o desativamento da redefinição automática.