Windows 11: Microsoft quer Steam e Epic Games em sua loja de apps

1 min de leitura
Imagem de: Windows 11: Microsoft quer Steam e Epic Games em sua loja de apps
Imagem: Microsoft/Divulgação
Avatar do autor

O Windows 11 foi revelado oficialmente nesta quinta-feira (24) e a Microsoft mostrou sua nova loja online, que terá suporte para aplicativos de Android com intermédio da Amazon Appstore. A empresa também anunciou que desenvolvedores poderão manter 100% de seus lucros através do uso de plataformas de pagamento de terceiros, e agora demonstrou interesse em trazer a Steam e a Epic Games Store para o seu catálogo.

Em entrevista ao The Verge, Panos Panay, chefe de produtos da Microsoft, afirmou que "o Windows já possui várias maneiras de abrigar estas lojas". "Isso significa que muitos querem entrar para a [Windows] Store, e eles serão bem-vindos. Na verdade, nós encorajamos, e é por isso que estamos implementando algumas destas políticas", acrescentou.

A Microsoft Store recebeu um novo design e terá suporte para aplicativos de AndroidA Microsoft Store recebeu um novo design e terá suporte para aplicativos de AndroidFonte:  Divulgação/Microsoft 

Nem tudo é tão simples

Não há como negar o tamanho e popularidade da Steam e da Epic Games Store, e Panay sonha com a possibilidade de uma loja unificada em que o usuário acessa o aplicativo que quer independentemente da rivalidade entre marcas.

Infelizmente, não é assim que a banda toca, já que existem diferenças entre um aplicativo, um jogo e uma loja de aplicativos.

A Microsoft confirmou que lucro de 100% para os desenvolvedores não será aplicado aos videogames vendidos na sua loja. Recentemente, a empresa mudou a taxa em cima de jogos de sua loja no PC — de 30% para 12%. Este tipo de taxação foi o tema chave para o começo do embate judicial entre a Epic e a Apple.

As duas plataformas de jogos oferecem preços e promoções diferentesAs duas plataformas de jogos oferecem preços e promoções diferentesFonte:  Reprodução/Steam 

A empresa não especificou como essa integração poderia ser feita na Windows Store. Vender jogos das duas lojas diretamente pelo sistema do Windows seria complicado, pois elas também possuem cortes de lucros para os desenvolvedores.

Além disso, existem games que estão tanto na Steam como na Epic, e cada plataforma usa um calendário de promoções diferente. Então, o mais plausível seria a disponibilidade dos programas de desktop para download na loja do Windows.

Windows 11: Microsoft quer Steam e Epic Games em sua loja de apps