WhatsApp: prazo para aceitar novas políticas de uso está acabando

1 min de leitura
Imagem de: WhatsApp: prazo para aceitar novas políticas de uso está acabando
Imagem: Pexels
Avatar do autor

O prazo para aceitar as mudanças nos termos de serviço e na política de privacidade do WhatsApp termina em menos de um mês. A partir do dia 15 de maio, os usuários que não concordarem com as novas regras do app de mensagens terão a funcionalidade da sua conta no serviço limitada.

Anunciada no dia 6 de janeiro, a obrigatoriedade do compartilhamento de dados do WhatsApp com o Facebook, proprietário do mensageiro, gerou polêmica. Prevista para entrar em prática no dia 8 de fevereiro, a alteração acabou adiada pela empresa de Mark Zuckerberg, devido à repercussão negativa.

De acordo com os desenvolvedores, não haverá a exclusão das contas de quem não aceitar as novas regras. Porém, o uso da plataforma ficará limitado para estas pessoas até a conformidade com as mudanças. “Por um curto período de tempo, você poderá receber chamadas e notificações, mas não poderá ler e enviar mensagens no app”, explicou a companhia.

As mudanças afetam apenas as conversas com empresas no mensageiro.As mudanças afetam apenas as conversas com empresas no mensageiro.Fonte:  WhatsApp/Divulgação 

Aqueles que discordarem dos novos termos terão a possibilidade de exportar o histórico de mensagens e o relatório da conta no Android e no iOS até a entrada em vigor das novidades. Quem optar por excluir a conta do mensageiro também deve fazer a exportação dos dados antes, pois o backup e o histórico de conversas são apagados juntamente com o perfil.

O que muda?

Pelas novas regras de uso do WhatsApp, os dados gerados em interações com perfis comerciais no mensageiro, como as contas de lojas que atendem pelo app, poderão ser colhidos e utilizados para o direcionamento de anúncios no Facebook e também no Instagram.

O mensageiro afirma que não compartilhará o número do telefone do usuário com as empresas, exceto se a pessoa conceder tal autorização. Já quanto às conversas pessoais, com amigos e familiares, a empresa reiterou que a privacidade e a segurança não serão alteradas, mantendo-se a criptografia de ponta a ponta.

WhatsApp: prazo para aceitar novas políticas de uso está acabando