TikTok: todas as contas de menores de 16 anos serão privadas

1 min de leitura
Imagem de: TikTok: todas as contas de menores de 16 anos serão privadas
Imagem: Staticcaly/Reprodução
Avatar do autor

Prezando pela segurança dos jovens usuários, o TikTok estabeleceu novas regras para o uso da rede social. A partir de agora, todas as contas de pessoas entre 13 e 15 anos serão privadas por padrão.

A medida visa limitar quem pode ver e comentar nos vídeos dos adolescentes. Assim, apenas amigos poderão ver os conteúdos dos perfis de pessoas nessa faixa etária e as contas não serão sugeridas a outros usuários.

O público entre 16 e 24 anos corresponde a 41% dos usuários da rede social.O público entre 16 e 24 anos corresponde a 41% dos usuários da rede social.Fonte:  Pexels/Reprodução 

Com as novas regras, mesmo que o usuário menor de 16 anos torne a conta pública, o TikTok desabilita a opção para qualquer pessoa comentar nos vídeos. Essa função será limitada apenas para amigos ou usuário pode desativá-lo completamente.

Os recursos Dueto e Costurar, que permitem que os usuários interajam com vídeos de outras pessoas, também vão passar por mudanças. No caso, eles serão desativados para conteúdos de usuários menores de 16 anos.

O download de vídeos de contas de pessoas entre 13 e 15 anos também está sendo desativado pela rede social. O mesmo acontecerá com perfil de jovens entre 16 e 17 anos, enquanto os recursos Dueto e Costurar serão restritos apenas para amigos.

Dueto é um recurso bem popular entre os usuários do TikTok.Dueto é um recurso bem popular entre os usuários do TikTok.Fonte:  Quora/Reprodução 

Privacidade online

Em nota, o TikTok acredita que a série de medidas incentivará os jovens a se preocuparem ativamente com a “jornada de privacidade online”. Assim, as novas regras vão inspirá-los a assumir um papel ativo e tomar decisões informadas.

Desde 2020, a rede social vem adicionando ferramentas para maior controle de privacidade das contas de crianças e adolescentes. O app permite que os pais alterem as configurações dos filhos e as mensagens diretas para menores de 16 anos foram desabilitadas.

As medidas também protegerão o TikTok de possíveis multas. Em 2019, a plataforma teve que pagar US$ 5,7 milhões após o antigo app Musical.ly não receber aprovação de pais de crianças menores de 13 anos.