Google ignora Wear OS e lança YouTube Music só para Apple Watc

1 min de leitura
Imagem de: Google ignora Wear OS e lança YouTube Music só para Apple Watc
Imagem: Apple/Divulgação
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A Google deixou o Wear OS de lado e lançou um aplicativo do YouTube Music, seu streaming de música, para o Apple Watch. Através do app, agora usuários poderão acessar playlists, controlar a reprodução, pesquisar conteúdo e até mesmo transmitir músicas para dispositivos compatíveis com Google Cast.

A Google não é a primeira a ignorar o Wear OS, sistema operacional desenvolvido pela empresa para smartwatches e outros vestíveis. Uma série de desenvolvedores já fizeram isso, enquanto davam preferência à plataforma da Apple.

Imagem do aplicativo Youtube Music para Apple Watch.Imagem do aplicativo Youtube Music para Apple Watch.Fonte:  ExtremeTech/Reprodução 

Mercado de vestíveis

Apesar das recentes polêmicas envolvendo a App Store, a loja de aplicativos fez um ótimo trabalho ao incentivar desenvolvedores a criarem apps para seus modelos de smartwatch. A Google, por outro lado, não seguiu o mesmo caminho. No ano passado, inclusive, a empresa descartou o app Nest, criado para controlar o termostato inteligente vendido pela empresa.

Com isso, o Wear OS acaba tendo uma participação mínima no mercado de vestíveis, enquanto a plataforma da Apple ocupa a primeira posição graças à forte aderência ao Apple Watch. A Samsung e Fitbit também ficam com uma fatia maior do que a Google — o que explica porque a empresa fez um acordo para adquirir a Fitbit, assim como todos os dados de saúde dos usuários. 

A baixa aderência do sistema operacional da Google também pode estar relacionada à sua dependência dos chips Qualcomm ARM, que estão presentes em um número limitado de smartwatches. Embora a última versão do Wear OS (4100) pareça promissora, ao contrário de suas antecedentes, não se sabe se o sistema sobreviverá até que mais vestíveis sejam compatíveis.

Google ignora Wear OS e lança YouTube Music só para Apple Watc