Android e iOS vão rastrear “infectados” por Covid sem baixar apps

1 min de leitura
Imagem de: Android e iOS vão rastrear “infectados” por Covid sem baixar apps
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Com pouco sucesso até agora no rastreamento de possíveis infectados e pessoas expostas à covid-19, Apple e Google resolveram aumentar seus esforços para facilitar a adoção, por governos e usuários, da sua ferramenta conjunta de combate à doença. Agora, os governos não precisarão mais desenvolver apps para o rastreamento de contatos infectados, e os usuários poderão aderir sem fazer instalações de softwares extras.

Em aparelhos fabricados pela Apple, uma atualização para o iOS 13.7 vai trazer a novidade. Com isso, usuários que moram em regiões em que os governos aderiram ao rastreamento de contatos para prevenir a disseminação da doença vão receber uma notificação. Esse alerta vai perguntar se a pessoa deseja participar do programa e, a partir disso, ela passará a receber notificações sempre que entrar em contato com alguma pessoa infectada pelo novo coronavírus.

O processo para usuários do Android será parecido, mas, por enquanto, ainda vai requerer a instalação de um app e funcionará mesmo em aparelhos antigos. Contudo, a própria Google produzirá essa aplicação com a autorização do governo local.

Nos aparelhos com o sistema do robô, também será enviada uma notificação perguntando se a pessoa deseja participar do programa e, em caso positivo, ela será direcionada para a instalação. Depois disso, o cenário é o mesmo, e as ferramentas de rastreamento continuam se comunicando entre os dois sistemas operacionais.

O Brasil ainda não aderiu ao programa de rastreamento de contatos infectados ou expostos promovido por Google e Apple, mas, com essas novas facilidades, talvez fique mais simples avançar nesse sentido. Ambas as empresas garantem que a coleta de dados é totalmente anonimizada e não revela para os participantes quem são as pessoas infectadas.

Android e iOS vão rastrear “infectados” por Covid sem baixar apps