Windows 10 ficará mais seguro e rápido com a tecnologia KDP

1 min de leitura
Imagem de: Windows 10 ficará mais seguro e rápido com a tecnologia KDP
Imagem: https://pixabay.com/pt/photos/matriz-bin%C3%A1ria-seguran%C3%A7a-c%C3%B3digo-2503236/
Avatar do autor

Esta semana, a Microsoft deu detalhes de uma nova tecnologia que vai deixar o Windows 10 mais seguro, chamada Proteção de Dados do Kernel (KDP, na sigla em inglês). Como o nome indica, o recurso vai tornar partes do kernel do sistema inacessíveis para modificações provenientes de softwares mal intencionados.

Como funciona o KDP

Com o recurso do KDP, a Microsoft vai fornecer aos desenvolvedores, acesso a APIs que lhes darão a possibilidade de designar partes do kernel do Windows como seções que tenham apenas a permissão de leitura.

A equipe responsável pelo kernel do Windows 10 explicou que há casos em que os invasores usam drivers assinados vulneráveis para atacar estruturas de dados de políticas do SO, e instalam drivers não assinados e com código malicioso. O KDP vai garantir que as estruturas de dados de políticas fiquem seguros contra modificações, uma vez que ficarão disponível apenas “como leitura”, impedindo que malwares corrompam a memória do sistema.

A tecnologia foi criada com foco em segurança, mas também vai ajudar a aprimorar aplicativos antifraude e os de gerenciamento de direitos digitais (DRM).

Fonte: Meu Positivo/ReproduçãoFonte: Meu Positivo/ReproduçãoFonte:  Meu Positivo 

Além da segurança

Além do benefício principal, o KDP traz vantagens secundárias para os usuários do Windows 10, como:

  • Melhorias de desempenho – Liberação de recursos do sistema ao eliminar a necessidade de determinadas checagens de segurança periódicas;
  • Confiabilidade aprimorada – Facilita o diagnóstico de erros de corrupção de memória que não representam necessariamente vulnerabilidades de segurança;
  • Ampliação da segurança baseada em virtualização – Como o KDP funciona em paralelo com um recurso chamado de “segurança baseada em virtualização” (VBS, na sigla em inglês), a Microsoft espera uma maior adoção a essa tecnologia, que já é bem suportada em plataformas de hardware populares.

O KDP já está sendo testado no programa Insider do Windows 10, mas a companhia não deu previsão de quando ele será lançado em uma versão final do sistema.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Windows 10 ficará mais seguro e rápido com a tecnologia KDP