Inteligência artificial ajuda brasileiros a pararem de fumar

1 min de leitura
Imagem de: Inteligência artificial ajuda brasileiros a pararem de fumar
Imagem: Pexels
Avatar do autor

A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) lançou uma nova ferramenta com inteligência artificial para combater o tabagismo, considerado o maior risco controlável para doenças cardiovasculares, a principal causa de mortes no país.

Trata-se de um assistente virtual que auxilia interessados em abandonar o cigarro ou reduzir o consumo, tendo em vista os riscos do vício para quem contrair a covid-19. Conforme estudo do Centro de Pesquisa e Educação para Controle do Tabaco da Universidade da Califórnia (EUA), os fumantes têm 2,25 vezes mais chances de complicações graves decorrentes do novo coronavírus.

Por meio do chatbot, que simula um ser humano conversando com o usuário, é possível tirar dúvidas e receber orientações sobre tratamentos para parar de fumar. À medida em que interage com as pessoas, o algoritmo aprende e se torna cada vez mais específico e profundo na conversa.

O chatbot fica disponível 24 horas, sete dias por semana.O chatbot fica disponível 24 horas, sete dias por semana.Fonte:  Sociedade Brasileira de Cardiologia/Reprodução 

Segundo a coordenadora de ações relativas ao tabagismo da SBC Jaqueline Scholz, a ideia é orientar as pessoas à distância, evitando que elas saiam de casa durante a pandemia, em busca de informações.

Como funciona

A ferramenta utiliza os conhecimentos adquiridos por Scholz ao longo de anos no tratamento de fumantes, disponibilizando detalhes referentes às reposições de nicotina em adesivo ou goma. De acordo com ela, esse tipo de tratamento não requer prescrição médica, mas precisa ser acompanhado por um profissional especializado.

Para usá-la, basta acessar o site da SBC e clicar no ícone do “Dr. Cardiol”, no canto inferior direito da página. Em seguida, digite a sua dúvida no campo “Pergunte algo”, para iniciar a conversa com o assistente virtual para parar de fumar.

O chatbot traz orientações para cada estágio do fumante, com respostas em tempo real para o paciente. Dependendo das necessidades da pessoa, como nos casos de tratamentos mais elaborados, ela pode ser orientada a procurar um médico, para um acompanhamento mais eficaz.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Inteligência artificial ajuda brasileiros a pararem de fumar