STF avaliará se WhatsApp pode ser suspenso judicialmente

1 min de leitura
Imagem de: STF avaliará se WhatsApp pode ser suspenso judicialmente
Imagem: Flickr
Avatar do autor

Na próxima quarta-feira (20), o Supremo Tribunal Federal (STF) julgará a legalidade do bloqueio do WhatsApp no Brasil. A medida tem como objetivo avaliar se a quebra de sigilo de mensagens enviadas e recebidas pelo app poderia ser, de fato, usada em investigações judiciais.

Ações nesse sentido tramitam no tribunal desde 2016, período no qual um juiz de Sergipe solicitou o bloqueio total do acesso ao WhatsApp por 72 horas, via companhias de telefonia, sob multa de R$ 500 mil. A suspensão foi decorrente de outra determinação judicial não cumprida pelo Facebook e que pedia a abertura da ferramenta em uma investigação de tráfico de drogas conduzida pela Polícia Federal em Lagarto (SE).

Entidades questionam se análise do STF também não influenciará outros apps que usam criptografia, como o WhatsApp.Entidades questionam se análise do STF influenciará outros apps que usam criptografia, como o WhatsApp.Fonte:  PXFuel 

No geral, o questionamento quanto à legalidade desse tipo decisão jurídica vem de entidades não governamentais e de alguns partidos políticos, como o Partido Popular Socialista (PPS) e o Partido Republicano (PR), responsáveis por protocolar as ações no STF.

A dúvida consiste em saber se retirar o WhatsApp do ar violaria as normas do Marco Civil da Internet e da Constituição Federal. Isso porque, nesses dispositivos, são considerados essenciais os princípios de liberdade de expressão e comunicação viabilizados pelo mensageiro, inclusive com a proteção criptografada.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
STF avaliará se WhatsApp pode ser suspenso judicialmente