Google Meet será gratuito para todos em reuniões com até 100 pessoas

3 min de leitura
Imagem de: Google Meet será gratuito para todos em reuniões com até 100 pessoas
Imagem: Google/Divulgação
Avatar do autor

A partir de 4 de maio, o Google Meet estará disponível gratuitamente para usuários no desktop, Android e iOS. O serviço de videoconferência permitirá que qualquer pessoa utilize as funcionalidades sem custo, desde que tenha uma conta do Google.

O Google Meet é voltado para chamadas de vídeo e reuniões de forma geral, seja em empresas, governos, consultórios médicos, escolas. Com a alteração, qualquer pessoa física poderá utilizá-lo sem restrições. As reuniões suportam até 100 participantes num tempo de até 24 horas, e a partir de 30 de setembro o limite de tempo será de 60 minutos.

Segundo o Google, o Meet ganhou mais de 2 milhões de novos usuários por dia. O tempo estimado nas reuniões é equivalente a mais de 3.800 anos de reuniões diárias, diz a empresa. A partir disto, a solução passa a ser distribuída gradativamente de forma gratuita.

Normalmente, o Google Meet é usado por contas G Suite, que tem planos de R$ 24,30 a R$ 112. Ele é a plataforma de trabalho colaborativo do Google que inclui o Drive, Documentos, Planilhas, Agenda, Contatos e outros.

Google Meet, agora, não precisará de assinatura G Suite para ser utilizadoGoogle Meet, agora, não precisará de assinatura G Suite para ser utilizadoFonte:  Google/Divulgação 

Para suportar os novos usuários sem prejudicar o sistema, a liberação da versão grátis será aos poucos. O Google ainda abriu um formulário de alerta sobre a disponibilidade.

Para pessoas físicas, o Meet pode ser usado para reuniões também sem restrições. O serviço também está vinculado à Agenda Google, que permite marcar, iniciar ou entrar em reuniões.

As empresas e organizações que já possuem uma licença do G Suite poderão adicionar novos membros às equipes sem alteração nos seus respectivos planos. Um novo produto, chamado de 'G Suite Essentials', também foi criado para equipes que precisam de recursos de chamadas dial-in, grandes reuniões, gravação de reuniões e moderação dos encontros e afins. A gratuidade do G Suite Essentials também se estende até 30 de setembro.

Entre os recursos, a plataforma oferece o compartilhamento de tela, legendas em tempo real (em inglês), modo de pouca luz que usa inteligência artificial para ajustar a iluminação e cancelamento de ruídos que filtra os sons em segundo plano que podem causar distrações.

Segurança "de fábrica"

O anúncio da gratuidade do serviço foi feito por Javier Soltero, Vice-Presidente e Diretor Geral de G Suite. Neste período, o mundo passa por uma pandemia causada pelo novo coronavírus Sars-Cov-2 e a principal forma de evitar a proliferação da doença covid-19 é o distanciamento social com a quarentena.

É por isso, naturalmente, que aplicativos e serviços de videoconferência têm recebidos novas inscrições. Como dito pelo executivo, o Meet "será gratuito para todos, e passará a estar disponível ao longo das próximas semanas".

"Há anos, o Google investe nessa ferramenta, para que ela seja a solução segura e confiável de reuniões por vídeo que é hoje. O Meet já é usado por escolas, governos e empresas de todo o mundo", disse Javier.

"O Meet foi projetado, construído e é operado para garantir a segurança de todos, mesmo em larga escala", disse ele, acrescentando que "a estratégia de segurança do Google é simples: todos os produtos têm de incluir a segurança como item 'de fábrica'".

Entre as medidas de segurança, o Google destaca:

  • controles gerais para o anfitrião das reuniões

  • não aceita usuários anônimos

  • os códigos das reuniões possuem proteção para não serem reutilizados

  • as videoconferências são criptografadas, bem como as gravações no Drive

  • não exige plugin e é integrado ao Chrome e outros navegadores

  • usuários do Meet podem se inscrever no 'Programa de Proteção Avançada' contra phishing e hackeamento de contas

Tão importante quanto, o Google Cloud possui certificações que garantem o seu funcionamento em diversas áreas, incluindo a de educação. O serviço de nuvem também "não processa dados de usuários do Meet para fins de publicidade, e não vende para terceiros as informações de seus clientes".

Fontes

Google Meet será gratuito para todos em reuniões com até 100 pessoas