StyleGAN: site de IA gera rostos reais de pessoas que não existem

1 min de leitura
Imagem de: StyleGAN: site de IA gera rostos reais de pessoas que não existem
Avatar do autor

O que o engenheiro de software da Uber Philip Wang resolveu fazer em seu tempo livre? Criar um algoritmo que gera rostos hiper-realísticos, mas que são absolutamente falsos. Isto apenas para provar do que a Inteligência Artificial é capaz. O engenheiro desenvolveu um software batizado de StyleGAN. Após desenvolver o programa, Wang publicou o site “This Person Does Not Exist”, ou “Esta Pessoa Não Existe” em português. A cada novo carregamento do site, um novo rosto é apresentado.

tecnologia por trás dos rostos

Todos os rostos que são mostrados no site foram criados baseado na tecnologia GAN, sigla em inglês que significa Redes Adversárias Neurais. As GANs são arquiteturas de redes neurais profundas de Inteligência Artificial, compostas por duas redes que são colocadas uma contra a outra. Esta estrutura foi inicialmente desenvolvida por um pesquisador Ian Goodfellow em 2014.

Modelos da GAN eram capazes de gerar rostos humanos, mas não conseguiam controlar recursos como cor do cabelo ou pose. Então a NVIDIA, em 2018, propôs o desafio de uma nova arquitetura baseada em estilos. O StyleGAN respondeu ao desafio desenvolvendo um treinamento progressivo para modificar cada nível de detalhe de forma separada.

Inteligência Artificial confronta duas bases de dados de fotografias de pessoas reais para criar rostos que não existem. (Fonte: Reprodução arXiv)

Para gerar as imagens de rostos reais de pessoas que não existem, o StyleGAN confronta duas bases de dados de fotografias e junta as características das duas em uma terceira imagem. O software controla desdes a pose e o formato do rosto, até detalhes mais finos, como formato do nariz e cor dos olhos sem afetar os outros níveis. Este algoritmo, praticamente, pode imitar qualquer tipo de dados, como imagens, música, fala, escrita.

StyleGAN: site de IA gera rostos reais de pessoas que não existem