É hora de dar tchau: 7 fatos sobre o fim do suporte ao Windows 7

2 min de leitura
Imagem de: É hora de dar tchau: 7 fatos sobre o fim do suporte ao Windows 7
Avatar do autor

A Microsoft está encerrando o ciclo de suporte ao Windows 7, que foi um dos sistemas operacionais mais populares da empresa. Toda vez que a assistência a um SO da companhia chega ao fim, milhares de usuários se mantêm usando o sistema por meses, até por anos, sob o risco de sofrer algum ataque de software malicioso.

No entanto, desta vez, os usuários do quase finado Windows 7 estão bem servidos de possibilidades de migração para outro sistema, o que não era tão fácil em ocasiões passadas. Portanto, se você ainda usa o Windows 7, não precisa entrar em pânico.

Veja sete fatos sobre o fim do suporte, incluindo possibilidades de migração.

1. 14 de janeiro de 2020

(Fonte: Web ID/Reprodução)

Oficialmente, o fim do suporte para o sistema está marcado para terça-feira, 14 de janeiro de 2020. Desde 13 de janeiro de 2015 o SO não recebe mais novos recursos; agora, ele também não receberá mais nenhum tipo de atualização de segurança ou correção de bugs.

2. Você ainda poderá utilizá-lo por um tempo

(Fonte: Ubackup/Reprodução)

Se você ainda usa o Windows 7 e o seu PC está funcionando corretamente, não é preciso migrar para outro sistema às pressas. Apenas fique atento, pois você nunca mais terá um recurso novo enquanto estiver usando um SO desatualizado.

3. Não precisa comprar um PC novo

Há alguns anos, sair de um SO antigo para um mais recente significava ter de comprar um PC novo. Hoje, se o seu PC roda o Windows 7 sem problemas, isso significa que ele vai rodar o Windows 10 com desempenho bem semelhante.

Veja a configuração mínima exigida para o Windows 10:

  • Processador: 1 GHz
  • RAM: 1 GB (32-bit) e 2 GB (64-bit)
  • Espaço em disco: 16 GB (32-bit) e 20 GB (64-bit)
  • Placa de vídeo: compatível com DirectX 9 e driver WDDM
  • Resolução do monitor: 800x600

Tenha em mente que essa é a configuração mínima aceitável. Isso não significa que o PC vai conseguir abrir vários apps ao mesmo tempo, muito menos jogos.

4. Atualize gratuitamente para o Windows 10

(Fonte: Pixabay)

Ainda é possível atualizar para o Windows 10 completamente de graça. Para isso, sua cópia do Windows 7 precisa ser original. Basta baixar o Windows Media Creation Tool clicando aqui, escolher a opção "Atualizar" e digitar a sua chave de sistema.

Leia tambémSaiba como atualizar o Windows 7 para o 10 sem complicação

5. Não fique preso ao Windows

(Fonte: Deime Bauer/Reprodução)

Se você não precisa de um software ou jogo que roda exclusivamente em Windows, pode optar por instalar alguma distribuição Linux em seu PC. Há dezenas de "distros" gratuitas e com interfaces diferentes, cada uma com um estilo próprio. Mas, antes, certifique-se de que seu PC atende às exigências mínimas de hardware.

6. O que fazer antes de atualizar/migrar

(Fonte: Pixabay)

Para que tudo corra bem, é recomendado que você faça backup de seus dados em um disco externo ou na nuvem. Nem sempre o processo de atualização dá 100% certo. Caso o upgrade apague seus dados, o backup dá total segurança para recuperá-los. Se você for migrar para o Linux, saiba que a instalação do zero costuma limpar tudo que estiver no HD. Esse é mais um motivo para fazer backup.

7. Windows 7 até pode, mas com segurança

Se você vai continuar usando o Windows 7 por um bom tempo, tenha o cuidado de usar um antivírus de qualidade e de mantê-lo sempre atualizado. O Microsoft Security Essentials vai continuar recebendo atualizações, mesmo com o fim do suporte ao SO. Mas fique ligado em até quando a empresa fornecerá essas atualizações, para não ser pego de surpresa.

É hora de dar tchau: 7 fatos sobre o fim do suporte ao Windows 7