CamScanner volta ao Android após ser banido por malware

1 min de leitura
Imagem de: CamScanner volta ao Android após ser banido por malware
Avatar do autor

A desenvolvedora INTSIG, responsável pelo popular serviço de digitalização de documentos CamScanner, anunciou o retorno do aplicativo à Google Play. No fim de agosto deste ano, ele foi banido da loja digital do Android porque estaria carregando um malware.

Na conta oficial da empresa no Twitter, a marca pede que todos os usuários atualizem o CamScanner para a versão 5.12.5 o mais rápido possível ou façam o download novamente, caso tenham desinstalado.

"Compartilhem com os seus amigos, pessoal. Deixe os seus comentários abaixo e conte para a gente que você ainda está conosco. É hora de recompensar os nossos usuários fiéis", diz a mensagem, sem especificar que tipo de bônus será enviado.

Pegou mal

No caso do CamScanner, o problema era uma grave brecha de segurança embutido na publicidade contida na versão gratuita do app. Após denúncias e flagras de antivírus presentes em smartphones, a própria loja do Android passou a não recomendar o download e proibiu a instalação. Apesar da resolução do problema, parte do público não perdoou o erro e reclamou bastante na postagem.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
CamScanner volta ao Android após ser banido por malware