Firefox 69 traz mais proteção de privacidade online ativada por padrão

1 min de leitura
Imagem de: Firefox 69 traz mais proteção de privacidade online ativada por padrão
Avatar do autor

A Mozilla liberou o Firefox versão 69 e, como o navegador já vinha apontando, as principais mudanças foram na área da privacidade. Desde 2018, o Firefox tem apresentado novos recursos para diminuir o monitoramento online dos usuários, feito por sites com o intuito de compartilhar e até mesmo vender as informações, geralmente, sem o consentimento dos utilizadores.

A Proteção Avançada de Rastreio bloqueia cookies que monitoram as atividades dos usuários enquanto eles navegam na internet. À medida que o tempo passa, e quanto mais eles usam a internet, mais alguns desses sites “rastreadores” usam os dados coletados para mostrar anúncios. Na nova versão do Firefox, algumas dessas opções de monitoramento são ativadas por padrão, tanto no app para desktop quanto no móvel.

A partir de maio de 2019, a Mozilla incluiu outras duas proteções no navegador: o bloqueio contra mineradores de moedas digitais e uma tecnologia que barra os anunciantes de seguir o usuário pelos sites com base em configuração de hardware.

Para prevenir o monitoramento de anunciantes a partir das informações do hardware de seu dispositivo, você terá de entrar nas configurações do Firefox e mudar a opção de “Bloqueio de conteúdo” para “Restrito”, como na figura acima.

Já os mineradores online, usam os recursos do seu PC (CPU e/ou placa de vídeo) para minerar moedas digitais em sites que, aparentemente, não têm nada a ver com essa finalidade. Ou seja, tudo ocorre sem que o usuário saiba. Esse recurso já vem ativado por padrão no navegador.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Firefox 69 traz mais proteção de privacidade online ativada por padrão