Spotify cogitou entrar no mercado de TV, aponta biografia

1 min de leitura
Imagem de: Spotify cogitou entrar no mercado de TV, aponta biografia
Avatar do autor

O recém-lançado livro “Spotify Untold” (em sueco, “Spotify Inifrån”), que traz a história da origem do serviço de streaming mais popular do mundo, revela, em detalhes, os planos ambiciosos, porém fracassados, da companhia sueca em desafiar as concorrentes do streaming de séries e filmes Netflix, Apple TV e Hulu, por meio da criação do Spotify TV.

Os autores do livro, os jornalistas suecos Sven Carlsson e Jonas Leijonhufvud, mostram como Daniel Ek, CEO do serviço de streaming, envolveu-se em uma tentativa de criar um projeto secreto de 2011 a 2015. Em meados de 2011, após o lançamento do Spotify nos Estados Unidos, Ek formou uma nova unidade isolada dentro da companhia com a intenção de levar a seus usuários um novo formato de mídia.

Spotify TV (Fonte: Pixabay/Reprodução)
(Fonte: Pixabay/Reprodução)

Os planos do projeto

A equipe do projeto, chamada de Magneto, era responsável por manter uma missão secreta, mesmo dentro do próprio Spotify, e, segundo uma fonte familiarizada, a unidade criada pelo CEO “era uma organização furtiva”. A empresa desejava enfrentar a concorrente Netflix, mas não com uma competição direta. A ideia era permitir transmissões lineares via cabo e satélite, construindo uma alternativa digital sob demanda, entrando assim no mesmo nicho que o Hulu.

Um relatório do projeto, de 2012, indica que a companhia acreditava estar prestes a entrar em uma “Era de Ouro do vídeo", pois Ek achava que havia identificado uma lacuna potencial no mercado de TV. O serviço de vídeo seria personalizado e adaptado e anteciparia o conteúdo para o usuário com base em seus gostos e interesses.

Os espectadores do Spotify TV receberiam notícias ao vivo, temporadas atuais de programas populares e uma seleção de filmes. A empresa acreditava ter em mãos algo que arrebataria a então concorrente do streaming Netflix.

Muitas outras revelações constam no livro, como a tentativa da Spotify de comprar o Tidal e o SoundCloud, a história de uma valiosa parceria com Mark Zuckerberg antes do lançamento do serviço nos EUA e detalhes das relações tensas entre Ek e o fundador da Apple, Steve Jobs.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Spotify cogitou entrar no mercado de TV, aponta biografia