Messenger Kids sofre bug que acaba com a razão de ser do app

1 min de leitura
Imagem de: Messenger Kids sofre bug que acaba com a razão de ser do app
Avatar do autor

O aplicativo Messenger Kids, do Facebook, parte da premissa de que menores de 13 anos só podem ter contato com usuários que seus pais escolhem previamente. Recentemente, muitos se surpreenderam ao flagrar os filhos em bate-papos animados com estranhos depois que uma falha de design driblou a tão divulgada proteção do app.

Em um chat padrão, as crianças só podem conversar com usuários aprovados pelos responsáveis. Porém, o desenvolvimento do recurso de chat em grupo acabou gerando o bug: se um pequeno criasse um grupo, poderia colocar nele qualquer pessoa liberada pelos pais, mesmo que esta não tivesse autorização para conversar com as demais crianças. O erro acabou ferindo a proposta inicial do aplicativo, que é justamente não permitir que menores conversem com alguém sem o consentimento dos pais.

Comunicado aos pais, mas não ao público

Discretamente, o Facebook bloqueou as conversas e emitiu o seguinte alerta aos usuários:

"Olá. Encontramos um erro técnico que permitiu que um amigo criasse um bate-papo em grupo com seu filho e um ou mais amigos aprovados por você. Queremos que saiba que desativamos esse bate-papo e estamos garantindo que conversas em grupo como essa não serão mais permitidas no futuro. Se você tiver dúvidas sobre o aplicativo e a segurança online, visite nossa Central de Ajuda e o controle dos pais do Messenger Kids. Também apreciamos o seu feedback.".

Não houve comunicado ao público sobre o assunto.

Ainda não é certo por quanto tempo o bug esteve no aplicativo, lançado no fim de 2017. Grupos defensores da privacidade já acusaram o Messenger Kids de violar o Children's Online Privacy Protection Act (o app é projetado para menores de 13 anos, portanto sujeito ao COPPA, que visa proteger a privacidade infantil na internet) ao coletar dados de usuários. Essa falha de permissão só acirrou mais os ânimos.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Messenger Kids sofre bug que acaba com a razão de ser do app