Com o fim do Inbox programado para o dia 2 de abril de 2019, a Google implementou a maior atualização que o Tasks já recebeu desde que foi lançado. O objetivo da companhia é que o encerramento de uma ferramenta seja compensado com o aprimoramento de outra; sendo assim, introduziu ao Tasks alguns dos recursos mais requisitados para o app: lembretes definidos por data e hora e capacidade de importar tarefas (ou listas de tarefas) de outros aplicativos da G Suite.

O novo botão "Adicionar Data/Hora" aparece na tela de edição da tarefa, do lado direito do Calendário. Se um horário não for especificado na criação de uma tarefa, ela ficará agendada, por padrão, para as 9h. Se o usuário tiver o app instalado no smartphone, poderá receber as notificações por lá.

Fonte: 9To5Google

Já o recurso de importação dá ao Tasks a possibilidade de coletar tarefas ou listas de Gmail, Calendário, Assistente e Inbox. Futuramente, o aplicativo pode se tornar uma central de tarefas, o que simplificará a vida dos usuários. Por esse motivo, ao importar as tarefas, o título, a data, o horário e o agendamento de repetição são copiados, mas não o local. Além disso, não há sincronização com as tarefas nos apps de origem, o que significa que o usuário terá que editá-las diretamente pelo Tasks e isolar as tarefas originais.

Fonte: 9To5Google

No ato da importação, é possível copiar tarefas para uma lista existente ou criar uma nova, assim como decidir se as originais serão deletadas ou mantidas. Os novos recursos já estão à disposição dos usuários no Tasks atual.

Assim com o Inbox, o Google+ será descontinuado no dia 2 de abril — e o fim do Allo também foi confirmado. A empresa é uma das que mais lança apps com funcionalidades parecidas e depois faz uma espécie de “limpeza” nas opções. Com o fim do Google+, o Facebook segue sem concorrentes, ao menos na América Latina.

Cupons de desconto TecMundo: