Saiba como organizar sua vida digital seguindo a filosofia de Marie Kondo

5 min de leitura
Imagem de: Saiba como organizar sua vida digital seguindo a filosofia de Marie Kondo
Avatar do autor

Acabar com o acúmulo de arquivos e dar jeito na bagunça do PC e do smartphone podem ser tarefas mais fáceis do que você imagina. Ao menos é o que promete a personal organizer japonesa Marie Kondo, autora de dois livros sobre técnicas de arrumação e apresentadora de Ordem na Casa, série recém-lançada pela Netflix. Em entrevista recente, Kondo compartilhou dicas inspiradas na cultura japonesa para quem quer dar um jeito na desordem da sua vida digital – orientações simples, mas muito eficazes sobre como encarar o acúmulo e deixar seus aparelhos mais leves e organizados.

Em sua abordagem, Kondo nos convida a reavaliar a relação que temos com os objetos à nossa volta (o que inclui os arquivos que mantemos nos nossos computadores e telefones), refletindo, a partir de um pensamento tipicamente japonês, por que nos apegamos a coisas que na verdade provocam angústia e sofrimento. Longe de qualquer radicalidade, Kondo, que em sua série de TV nunca determina o que deve ser dispensado nem julga quem prefere manter o apego ao que acumulou, age com a postura serena e respeitosa de quem está ali para encorajar as pessoas a buscarem a felicidade.

Duvida que um pouco de ordem digital possa representar uma vida mais feliz? Então confira o que destacamos da entrevista de Marie Kondo e as dicas da organizadora profissional.

Deixe os arquivos irem embora

Recentemente, Seth Fiegerman, colunista de tecnologia da CNN, escreveu sobre a experiência de tentar aplicar o método de Marie Kondo à sua vida digital. No texto, Seth conta que, depois de gastar algum tempo livrando a casa da bagunça seguindo as dicas da mentora japonesa, notou que precisava dar um jeito também na zona angustiante que poluía seu PC e seu smartphone. De acordo com o jornalista, ele teria de dar conta de classificar e ordenar quase 30 mil arquivos à deriva no computador, além de mais de 5 mil fotos no telefone; ou seja, uma tarefa e tanto pela frente.

Foto: Reprodução/Dwell

Para dar conta da missão, Seth trocou o desânimo por uma ideia melhor: entrevistar Kondo, que respondeu ao seu convite com orientações sobre como aplicar o método KonMari à vida digital. No email, Kondo disse a Seth que “o maior erro é perder tempo focando demais no que deve ser descartado”. O certo, segundo ela, é identificar o que deve ser guardado – o que, verdade seja dita, parece mesmo um processo mais rápido e eficaz. Para isso, é preciso deixar o espírito acumulador de lado e refletir com sinceridade: o que você realmente precisa manter arquivado?

Para dar jeito na zona, o primeiro passo, segundo Kondo, é abrir o computador e criar duas pastas: “Documentos Importantes” e “Me traz felicidade” – não necessariamente com esses nomes, fique à vontade. Sem perder muito tempo, o segredo é identificar o que realmente importa na bagunça, movendo os arquivos que você deseja manter para uma das duas pastas. Em seguida, crie coragem e simplesmente delete o resto. “Pare de manter coisas desnecessárias ‘porque sim’”, disse Kondo. “Se um arquivo não traz felicidade ou não parece importante, seja grato e deixe-o ir embora”, concluiu.

Organizou? Agora mantenha assim

Para Kondo, manter a ordem na vida digital não é uma atitude que termina na limpeza e na organização do PC e do smartphone. A tarefa vai além, e exige que você adote uma nova postura: a de manter tudo em ordem depois. Ela, por exemplo, organiza pastas por data e cliente. Que tal pensar em algo similar que faça sentido para você? Além disso, a organizadora revelou que não deixa nada que não seja absolutamente essencial no computador e no telefone. Todos os seus arquivos vão para a nuvem ou para um HD externo – nada de acumular programas, arquivos e fotos desnecessárias.

Foto: Reprodução/Unsplash

Se você tiver dificuldade na hora de definir o que “traz felicidade”, siga a dica de Kondo: “Pense na mensagem de alguém querido, ou, ainda, no texto de um amigo que fez você sorrir”, disse. Na hora de revisar a caixa de entrada do email, guarde, por exemplo, itinerários de viagens, emails de aprovação em processos seletivos – coisas que tenham sido importantes para você em algum momento da sua vida. A missão pode ser complexa, mas vale a pena se manter firme no propósito e avançar, pouco a pouco, na organização. As vantagens são muitas, e você vai agradecer depois.

Dicas práticas

Quer dicas mais práticas para começar a botar ordem na bagunça digital? Então veja alguns exemplos iniciais que separamos para ajudar você a ter outras ideias:

  • No PC, organize suas fotos em pastas e subpastas classificadas por ano e pela data específica de cada evento. Se puder, transfira tudo para um HD externo ou para a nuvem;
  • Faça o mesmo com arquivos de texto e outros tipos de documento. Se for estudante, mantenha uma pasta para cada disciplina e padronize o nome dos arquivos;
  • Organize os apps do smartphone em pastas classificadas por funcionalidade. Exemplo: utilitários, fotografia, finanças, viagem etc., deletando os que você não usa mais;
  • Semanalmente, dedique algum tempo a fazer uma limpa nas fotos do telefone. De novo, se puder, transfira todas para o HD externo ou para a nuvem, sempre de maneira organizada;
  • No Gmail, uma maneira fácil de limpar as mensagens não lidas perdidas pelo caminho é pesquisar, no campo de busca, pelo termo “is:unread”;
  • Complemente essa pesquisa incluindo nomes na busca. Assim, você identifica tudo o que está pendente de um mesmo remetente, podendo deletar tudo de uma vez, se quiser;
  • Livre-se de inscrições em newsletters que não lê há muito tempo e cancele sem medo o recebimento de campanhas promocionais de lojas onde você não pretende comprar;
  • Delete perfis em serviços e redes sociais que você não usa mais e reavalie se quer se manter nas outras que, mesmo sendo populares, fazem você perder tempo ao longo do dia.

Dependendo do nível de acumulação no PC e no smartphone, a tarefa de organizar tudo demanda coragem e disposição, mas Kondo garante que, se você vencer a preguiça, vai tirar bom proveito dos resultados. Se tiver muito trabalho pela frente e pouca disposição para dar o primeiro passo, convença-se de que é melhor fazer um pouco a cada dia do que simplesmente abandonar a ideia de enfrentar a bagunça; afinal, ela também é fonte de angústia e estresse. Avance aos poucos, ponha tudo em ordem e depois volte aqui e conte pra gente: como foi a sua experiência?

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Saiba como organizar sua vida digital seguindo a filosofia de Marie Kondo