Estamos em uma era em que você pode ser encontrado online por meio de uma simples foto. Se você estiver sentado no transporte coletivo ou mesmo caminhado pela rua e for fotografado sem perceber, o seu espião/stalker poderá encontrá-lo com certa facilidade na internet, mesmo sem saber o seu nome ou onde você mora. Isso graças ao Yandex, o rival russo do Google.

Mas eu não estou dizendo que o buscador russo foi feito para espionagem ou qualquer coisa do tipo. Ele é um buscador comum e, em muitos casos, tem praticamente as mesmas ferramentas básicas que encontramos no Google, inclusive a busca reversa de imagens.

Com isso, você pode fazer um upload de uma imagem para a internet e obter resultados de fotos similares. Isso é verdade especialmente no Google, uma vez que os resultados são mesmo “coisas similares”. No Yandex, que aparentemente tem uma tecnologia melhor e muito mais precisa, essa busca reversa de imagens consegue inclusive reconhecer pessoas específicas.

Se você enviar uma foto do seu rosto para a busca reversa de imagens do Yandex, as chances de pelo menos alguns dos primeiros resultados serem outras fotos suas são grandes. Eu mesmo fiz o teste e obtive resultados de thumbs do canal do TecMundo no YouTube, fotos de perfil em redes sociais e imagens publicadas em análises de smartphones no nosso site.

No Google, nada disso aparece. Nem mesmo pessoas parecidas comigo são encontradas na busca do Google. No Yandex, todos os homens que apareceram na minha busca eram muito parecidos comigo.

Mas além de assustador, o serviço também pode ser mais útil que o Google nesse sentido. Quando você busca imagens de algum edifício ou marco conhecido em uma cidade, o Google normalmente consegue retornar pelo menos alguns resultados daquele mesmo lugar.

Só que, fotos mais genéricas, como a de uma ponte, simplesmente não trazem bons resultados no buscador americano. O Russo foi capaz inclusive de distinguir uma ponte qualquer em Curitiba de várias outras similares no mundo. O mesmo vale para o Palácio Avenida, que, no Natal, é completamente transformado pela decoração, mas, mesmo com isso, foi reconhecido pelo Yandex com sua aparência em 2018.

Ainda oferece várias opções de resolução para a mesma foto

Isso é interessante especialmente pelo fato de não esperamos que uma empresa pequena, na comparação com a Google, seja capaz de trazer recursos mais precisos que o da Gigante de Mountain View. Mesmo assim, a ferramenta russa se mostra superior e ainda oferece várias opções de resolução para a mesma foto, algo que o Google Imagens já não entrega mais ao usuário.

O motor de busca reversa de imagens do Yandex se chama CBIR, uma sigla para a “content-based image retrieval” e uma referência à Sibéria, uma região gelada na Rússia. O recurso já está trabalhando no buscador da Yandex há quatro anos e, na teoria, não trabalha muito diferente do que se encontra no Google. Ainda assim, os resultados são bem impressionantes.

google fotosO Google Fotos organiza suas imagens por pessoas que aparecem nelas

De qualquer forma, existe a possibilidade de a Google simplesmente não querer mostrar resultados tão profundos em sua busca reversa por imagens. A empresa enfrenta muito mais criticismo sobre privacidade na web e sobre direitos autorais, o que forçou mudanças recentes na plataforma.

A tecnologia em si provavelmente não é o problema, uma vez que o Google Fotos é capaz de encontrar pessoas específicas nas galerias de fotos de usuários com alta precisão, mesmo quando há mudanças em seus rostos com o tempo.