Os entusiastas de Raspberry Pi que são fãs de xadrez estão desenvolvendo seus próprios adversários.

Nos anos de 1996 e 1997, o ex-campeão mundial de xadrez, Garry Kasparov, enfrentou o supercomputador da IBM, o Deep Blue. Na época, as partidas chamaram a atenção de todo o mundo. Eram um homem e uma máquina disputando sobre quem tinha a melhor capacidade de decisão num jogo que envolve lógica, estratégia e tática.

Agora, o usuário Richard Day equipou um Raspberry Pie com um braço robótico da Lynxmotion e um software de xadrez baseado em Stockfish. De acordo com Richard, sua máquina pode derrotar qualquer humano. Veja uma demonstração no vídeo abaixo:

No site Instructables já existem outros projetos semelhantes. Um exemplo é o usuário instruct42, que havia desenvolvido uma máquina que joga xadrez usando um braço robótico como parte do projeto final de sua graduação, e o disponibilizou no portal.

Instruct42 explica que, embora o braço robótico não envie sinais de movimento inicial e movimento final para o microcontrolador, o software sabe determinar quando o braço deve finalizar o movimento. Isso é possível porque os servomotores do braço recebem sinais digitais que possuem durações de pulso. Ao todo, o braço pode executar 64 posições através de um servocontrolador que controla cada servo. Como o braço robótico é do tipo 4-DOF, quatro valores são necessários para cada posição. E cada valor moverá um único servo.

É interessante ver como o Raspberry Pi tem propiciado novas formas de criação/utilização para os usuários. Pela internet, é possível encontrar esses circuitos como base de sistemas de segurança com câmera, media centers e até estações de rádio.