Um arquivo contendo entre 5 e 7 milhões de fotos históricas, incluindo imagens capturadas nos anos 1870, está sendo totalmente digitalizado com a ajuda de uma inteligência artificial desenvolvida pelo Google. Essas fotos são parte do acervo do jornal The New York Times e devem ser utilizadas em uma seção de fatos históricos do periódico que destaca as notícias do passado.

Embora a digitalização de documentos impressos não seja algo novo, a grande importância da IA do Google no projeto está em identificar os textos de descrição das fotos para facilitar a busca por termos específicos. Além disso, o jornal está analisando a possibilidade de utilizar essa tecnologia também para reconhecer os objetos fotografados automaticamente.

Como explica Monica Drake, editora-assistente no New York Times, a empresa percebeu como é importante manter registros dessa história e que a tecnologia poderia ajudar com isso. Antes da digitalização, os rolos de filmes com as fotos estavam separados por pastas, muitas delas com nomes que faziam pouco sentido ou cadastradas utilizando palavras que caíram em desuso no século passado.

Além de desenvolver a IA que está reconhecendo os textos, a tecnologia de nuvem do Google também será utilizada no armazenamento desses milhões de arquivos digitais, permitindo que ele possa ser acessado de qualquer lugar. Apesar disso, o jornal não tem planos de lançar uma versão aberta para o público.

Cupons de desconto TecMundo: