Agendar tempo para fazer experimentos em laboratórios de universidades nem sempre é uma tarefa simples para estudantes de cursos como biologia, medicina e por aí vai. Por isso, em parceria com a Google, a Labster lançou um app que simula em realidade virtual um laboratório completo. Usuários e alunos podem treinar rotinas e fazer experimentos com um Daydream View ou Lenovo Mirage Solo no rosto e descontar o tempo gasto na plataforma das suas horas de aula.

Universidades como a Estadual do Arizona inclusive já exigem 30 simulações do Labster em realidade virtual para os estudantes do curso de ciências biológicas. Outras instituições norte-americanas, inclusive o próprio MIT, já estão usando essa aplicação em VR com seus estudantes, e universidades na Europa já estudam aceitar as simulações como horas de aula.

labster

Entre as possibilidades dentro do Labster, é possível sequenciar DNA, observar organismos no microscópio e também realizar atividades que não são possíveis em um laboratório comum, como manipular moléculas de DNA e visitar exoplanetas que poderiam abrigar a vida humana. O Labster também permite que o estudante acelere o tempo para conferir o desenvolvimento de suas experiências e ainda retroceder tudo até o início para corrigir erros.

As simulações, além de permitirem atividades práticas, também contam com conteúdo teórico que ajuda os alunos a entenderem melhor o funcionamento de um laboratório e de uma série de experimentos acadêmicos. O app do Labster no Google Daydream pode ser testado por qualquer pessoa, mas para usá-lo de maneira completa, é necessário ser aluno de uma instituição que licenciou o produto.

Cupons de desconto TecMundo: