Apesar dos esforços da Microsoft para tornar mais fluídas e apropriadas as atualizações do Windows, especialistas da área de tecnologia de informação não estão muito satisfeitos com a política de updates da gigante dos softwares. Prova disso é uma pesquisa feita pelo site PatchManagement.org, uma lista de email da qual participam diversos profissionais da área de TI empresarial.

A moderadora da página, Susan Bradley, é também uma especialista em redes e segurança e foi quem realizou a pesquisa. Com o alto índice de insatisfação em relação à política de atualizações de diferentes versões do Windows (7, 8 e 10) — 69% dos 1.138 participantes da enquete responderam “insatisfeito” ou “muito insatisfeito —, ela redigiu uma carta aberta direcionada a alguns figurões da Microsoft, inclusive o presidente Satya Nadella.

Bradley cita, por exemplo, 47 problemas identificados apenas no mês de julho após uma atualização do Windows. O pior, informa especialista em segurança, é que o update afetou especialmente algumas soluções da própria Microsoft, como os serviços SharePoint, Exchange e BizTalk.

Além disso, ela relata que 78% dos profissionais de TI empresarial consultados estão insatisfeitos com o lançamento de duas atualizações anuais do Windows 10. Para a maioria, o ideal é que houvesse mais espaço entre cada pacote lançado pela Microsoft no futuro. Vale mencionar que a vida de um profissional de TI com muitas máquinas para atualizar não deve ser exatamente simples com esse esquema adotado pela MS.

“Colapso no processo de testes”

Diante de um panorama desfavorável para os profissionais da TI, Bradley sugere que o sistema de testes da Microsoft, que deveria identificar esses problemas, pode ter sofrido um “colapso”.

“Parece que houve um colapso no processo de testes”, escreve. “O processo do Windows 10 Insider não consegue identificar problemas nos produtos lançados. Quando os seus próprios serviços falham com esses releases, fica claro que os processos de testes atuais não são bons o suficiente.”

Profissionais de TI estão insatisfeitos com o esquema de atualizações do Windows e pedem por mudanças

Bradley finaliza a sua carta aberta fazendo um apelo para que os responsáveis da Microsoft citados por ela tomem um tempo para analisar as reclamações de seus clientes a fim de rever as suas posições sobre o caso.

“Peço a vocês que tomem um tempo para ler as respostas”, registra a especialista em segurança. “Elas mostram que seus clientes responsáveis por corrigir e manter os sistemas não estão felizes com a qualidade das atualizações e com a cadência dos lançamentos de recursos e sentem que não podem continuar assim.”

O site Computerworld informa que um email recebido por Bradley indica que a carta escrita por ela foi repassada a uma equipe responsável, o que pode indicar possíveis mudanças no futuro. Até agora, porém, não houve qualquer resposta direta às demandas dos profissionais indicadas por ela.

Cupons de desconto TecMundo: