Você sabia que nem sempre a configuração padrão do Windows que você acabou de instalar é a melhor versão? Reunimos aqui 6 opções que podem ser alteradas para melhorar a utilização  com base no Windows 10 —, facilitando o dia a dia ou reduzindo o uso excessivo de recursos.

1. Reduzir a limitação do UAC (Controle de Conta de Usuário)

O Windows tem uma política que controla as ações dos aplicativos através do UAC, um componente de segurança dos sistemas operacionais Windows. Como conceito, tudo bem, mas os bloqueios são excessivamente exagerados. 

Mesmo que alguns usuários prefiram desativá-lo, nós sugerimos reduzi-lo para o nível 3. Essa opção permitirá que janelas de confirmação de ações continuem aparecendo e que as atividades no PC sigam sendo realizadas.

Para isso, basta abrir o menu “Iniciar”, digitar “UAC” e escolher a primeira opção.

Depois, diminua a limitação.

2. Desativar a otimização de entrega

Se a ideia é deixar o PC mais leve, o usuário pode ir para a seção de Update do Windows e desativar a opção padrão para a instalação automática de atualizações do Windows  o que pode sobrecarregar o PC e a conexão com a internet. Para fazer isso, você precisa acessar o Windows Update, clicar em “Opções Avançadas” e, em seguida, em “Otimização de Entrega”.

No menu “Opções avançadas”, sugerimos que o usuário habilite a opção “Mostraremos um lembrete quando for necessário reiniciar”, pois isso ajudará a evitar que o PC seja reiniciado repentinamente durante a utilização.

3. Alterar as horas ativas

Além de mostrar um aviso quando houver a necessidade de reiniciar o PC, há a possibilidade de alterar o momento em que o Windows inicia o processo de atualização do sistema. Para isso, abra as opções do Windows (atalho: Windows + I), selecione a opção “Atualização e segurança” e clique em “Alterar horário ativo”.

4. Ocultar pessoas na Barra de tarefas

As versões mais recentes do Windows incluem um novo ícone ao lado da área de notificação, que permite ao usuário interagir com seus contatos mais facilmente. Contudo, na realidade isso tem pouco uso, pois está conectado a um número limitado de aplicativos.

Para desativá-lo, o usuário deve clicar com o botão direito do mouse em qualquer lugar na Barra de tarefas e desmarcar a opção “Mostrar Pessoas na barra de tarefas”.

5. Mostrar a extensão dos arquivos

Por padrão, o Windows oculta as extensões dos arquivo, o que torna difícil saber o tipo de imagem, por exemplo, que você quer abrir (se é PNG, JPG ou GIF). Haja vista que todos podem ter mesmo ícone, isso acaba deixando o usuário mais vulnerável a abrir um malware.  O Windows sempre deixou ativa a opção “Ocultar extensões” para tipos de arquivos mais conhecidos; nas versões mais recentes, é possível mudar isso clicando em “Extensões de nomes de arquivos”, que aparece no “Gerenciador de arquivos”, na guia “Exibir” do menu superior do Windows Explorer.

6. Mostrar itens ocultos

O Windows possui arquivos pré instalados que são essenciais para o funcionamento do sistema, e muitas vezes o usuário, quando não possui conhecimento avançado, pode acabar os excluindo. Para tornar esses arquivos e pastas visíveis, basta ir ao Windows Explorer, na opção “Exibir” do menu superior e ativar “Itens ocultos”.

Cupons de desconto TecMundo: