YouTube Music é a nova plataforma destreaming de música da Google e já está entrando em funcionamento aos poucos, nos Estados Unidos inicialmente. O serviço é uma mistura do que já existia nesse sentido no YouTube com o Play Music, tornando-se tudo uma central unificada para quem quer uma alternativa para o Spotify e outros concorrentes.

Quem usa o serviço também vai ter a opção de comprar músicas individualmente em vez de pagar por uma mensalidade para o usar o streaming, igual acontece no Play Music atualmente

E para a alegria de muitos usuários, um dos recursos favoritos de quem assinava o Google Play Music vai reaparecer no YouTube Music: a possibilidade de acrescentar à sua biblioteca de música na plataforma as canções que você possui armazenadas no seu celular em forma de MP3 ou outras extensões de áudio reconhecidas pelo smartphone. Melhor ainda: essas músicas vão ficar também armazenadas na nuvem para que você as acesse por meio de outros dispositivos com sua conta no serviço.

Tudo como antes no mesmo lugar

A empresa tem a intenção de migrar todos os usuários do Google Play Music para o YouTube Music até 2019. Quem usa o serviço também vai ter a opção de comprar músicas individualmente em vez de pagar por uma mensalidade para o usar o streaming, igual acontece no Play Music atualmente. Todas a playlists e informações de que já usa o serviço musical da Google também vão ser copiadas para o YouTube Music conforme os usuários forem sendo migrados para lá.

Com essa medida, a Google vai tentar reunir todos os seus clientes fãs de música em uma única plataforma para então bater de frente com os líderes desse mercado: Spotify e Apple Music. Será que a Google vai se dar bem nessa?