Com o lançamento da versão 66 do Chrome, o navegador do Google começou a impedir a reprodução automática de vídeos com áudio na web. Agora, a maioria dos vídeos deve começar a ser reproduzida com o som desligado por padrão. Essa novidade foi anunciada ainda em março e chegou hoje (3) para a maioria dos usuários do Chrome.

A empresa diz que muitas pessoas fecham ou silenciam abas com esse tipo de reprodução automática de áudio nos primeiros seis segundos após terem chegado à página, indicando o que todo mundo já sabia: ninguém gosta de clicar em um link e ser pego de surpreso com música saindo da caixa de som ou dos fones de ouvido. É tanto que a maioria dos navegadores oferece uma opção para silenciar abas.

Mas isso não significa que será preciso lembrar de ativar o som sempre que você quiser ver um vídeo. O Google diz que o Chrome vai aprender suas preferências enquanto você navega, além de ter uma lista com mil sites nos quais a maioria das pessoas veem os vídeos com o áudio ligado. É uma atitude esperada, até porque a companhia não teria interesse em desativar o som de vídeos do YouTube por padrão.

Essa é pelo menos a segunda grande atualização do Chrome neste ano que promete melhorar a experiência da web para seus usuários. Em fevereiro, o Google lançou um bloqueador de conteúdo nativo para o navegador que filtra o que a organização Coalition for Better Ads considera como sendo anúncios de baixa qualidade, o que inclui, entre outras coisas, vídeos que começam a ser reproduzidos com som automaticamente.

Cupons de desconto TecMundo: