Apple removeu da App Store um aplicativo chamado Calculator%. Ele permitia que as pessoas escondessem fotos dentro do que parecia ser apenas um aplicativo comum de calculadora. Para ter acesso às fotos protegidas, era necessário abrir a calculadora e digitar uma senha feita pelo usuário. Essas imagens não apareciam no Rolo da Câmera do iPhone ou em qualquer outro local.

O Calculator% havia chamado a atenção em 2015, quando foi criticado por uma promotora pública do estado norte-americano do Alabama por permitir que adolescentes o utilizassem para esconder fotos privadas. Ele também apareceu no topo de uma lista que indicava “aplicativos que os pais precisam saber que seus filhos adolescentes estão usando”. Além disso, ele é atualmente parte de uma investigação confidencial da polícia do Reino Unido.

Ícones da aplicativos.Vários aplicativos com a mesma função ainda podem ser encontrados na App Store.

O aplicativo foi retirado da App Store alguns dias após ter sido tema de uma matéria no tabloide britânico Daily Mail. Na ocasião, a polícia da cidade de Durham, na Inglaterra, recomendou que pais e responsáveis ficassem “vigilantes” e “desencorajassem seus filhos a usar esse tipo de aplicativo”.

A Sociedade Nacional para a Prevenção da Crueldade contra Crianças (NSPCC) também se pronunciou sobre o caso: “O mais importante é que as crianças entendam os riscos de trocar mensagens com conteúdo sexual e se sintam seguras para falar com um adulto de confiança caso recebam imagens desse tipo ou recebam um pedido para mandar fotos”.

Tanto a Apple como a Digital Mind Co Ltd, empresa responsável pelo aplicativo, não responderam aos pedidos de comentários feitos pelas publicações. Apesar de tudo, esse não é o único programa do tipo disponível para smartphones. Vários aplicativos que executam basicamente a mesma função ainda podem ser encontrados na App Store e na Google Play.

Cupons de desconto TecMundo: