As empresas querem que suas assistentes virtuais, como Alexa, Siri, Cortana ou a do Google, pareçam cada vez mais “naturais” nas interações. Não é à toa que elas contam piadinhas, falam de curiosidades e dão risada – até fora de hora, conforme casos recentes envolvendo a Alexa. Agora, de acordo o Cnet, a Amazon quer dar um passo à frente com essa evolução, e a Alexa vai ganhar um mode de follow-up, ou seja, um acompanhamento dos comandos de voz.

Na prática, isso significa que os usuários não vão precisar repetir a palavra de acionamento “Alexa” a cada interação. Com essa nova função, a assistente vai continuar ouvindo o que o usuário diz para agregar o comando seguinte. Para indicar que a Alexa ainda está ouvindo sua voz, a luz azul do dispositivo vai continuar acesa. Assim, o usuário saberá que a assistente está aguardando novas instruções mesmo depois de dar o “OK” ao seu comando anterior.

Tecto

Por exemplo, quem usa a Alexa na automação da casa tem de aguardar a finalização do primeiro comando e acionar novamente a Alexa para o passo seguinte. Com o modo follow-up, o diálogo fica assim:

Usuário: Alexa, acenda as luzes.

Alexa: Ok. (Espera de 5 segundos).

Usuário: Abra as cortinas.

Alexa: Ok.

Segundo a publicação, a assistente só vai responder se tiver certeza que é uma nova pergunta, e não um ruído ao fundo. Pode parecer muito simples, mas para quem utiliza a Alexa com frequência certamente essa nova função vai facilitar a comunicação com a assistente. O objetivo da Amazon é tornar as interações nos dispositivos Amazon Echo ou de terceiros mais fluidas, menos robóticas. Apesar disso, a implantação desse novo recurso não significa que a Alexa vai poder obedecer a múltiplos comandos de uma só vez.

Cupons de desconto TecMundo: