WhatsApp ainda é o principal app de mensagens do mundo, com o Messenger vindo em segundo lugar. Contudo, em países onde casos de corrupção são mais comuns, mensageiros com foco maior em segurança e privacidade têm aumentado mais rapidamente sua base de usuários.

Entre esses aplicativos estão o Telegram e o Signal, que viram a sua base de usuários mensais ativos mais do que dobrar de tamanho durante o ano de 2017. Enquanto em países com menos corrupção o número de usuários do Telegram aumentou 99%, em países com maior tendência à corrupção esse número chegou a 118%, informa o site Apptopia.

ApptopiaTelegram e Signal aumentaram significativamente a sua base de usuários em países percebidos como mais corruptos, aponta pesquisa.

Já o Signal tem números ainda mais impressionantes: sua base de usuários mensais ativos cresceu 147% em países com mais casos de corrupção e apenas 11% em países considerados mais éticos. O WhatsApp teve um aumento semelhante em ambos os cenários: 76% em países com mais corrupção e 70% em países com menos casos do tipo.

A avaliação feita pelo Apptopia utiliza a lista do Tranparency International e ressalta ainda a percepção das pessoas de vigilância por parte do governo. Os países que entram no grupo daqueles com mais casos de corrupção estão Nigéria, Quênia, Rússia, Ucrânia e Venezuela, enquanto o outro grupo é formado por Dinamarca, Finlândia, Nova Zelândia, Suécia e Suíça.

Cupons de desconto TecMundo: