Microsoft revelou em outubro do ano passado que estava descontinuando seu serviço próprio de música, o Groove Music. Para substituir a plataforma, a empresa revelou uma parceria com o Spotify para seus streamings de áudio.

Se você estivesse ouvindo uma música sem saber seu nome ou de qual artista era, bastava tocá-la para que a Cortana ouvisse

Até aí, tudo bem. Na verdade, talvez tenha sido uma mudança boa tendo em vista a popularidade muito maior do Spotify e as interações possíveis com os sistemas da Microsoft. Porém, isso acabou removendo um recurso da Cortana, a assistente virtual da companhia: agora ela não é mais capaz de identificar músicas.

Cortana, qual é a música?

O serviço era bastante útil: se você estivesse ouvindo uma música sem saber seu nome ou de qual artista era, bastava tocá-la para que a Cortana ouvisse. Ela analisava as ondas sonoras e, usando o banco de dados do Groove Music, revelava as informações sobre a canção para você. Agora, ao tentar realizar essa identificação – que era feita no Windows 10 clicando no botão em forma de notas musicais no canto superior direito da janela da assistente –, você recebe uma mensagem que informa que o recurso não funciona mais.

a

Jason Deakins, um dos engenheiros de software da Microsoft que trabalha diretamente no desenvolvimento da Cortana, também informou por meio de sua conta no Twitter que “por causa da desativação do serviço de música Groove, a funcionalidade de reconhecimento de música da Cortana foi aposentada”.

Será que volta?

Apesar de muita gente ter reclamado, até considerando esse recurso “a função mais utilizada da Cortana”, não há nenhuma previsão para ele voltar a funcionar, mesmo com a presença do botão na interface da assistente (ele deve ser removido muito em breve).

Sem ter disponível um aplicativo para Windows 10 do Shazaam, talvez o programa mais famoso que identifique músicas, a experiência no sistema operacional da Microsoft em termos de áudio fica um pouco mais pobre com essa aposentadoria inesperada.

Cupons de desconto TecMundo: